26/05/2019 02:03

CLARISSA CONFIRMA QUE É CANDIDATA À PREFEITURA DO RIO

imagem

Em entrevista ao programa Jogo do Poder, que vai ao ar domingo às 23h15h, a deputada federal Clarissa Garotinho (PROS) confirmou a intenção de se candidatar à Prefeitura do Rio nas próximas eleições municipais. Afirmou que, após muitos anos no parlamento, se vê preparada para no executivo dar contribuição efetiva na elaboração de um novo projeto de desenvolvimento para cidade. Entre os seus planos está o resgate dos projetos sociais de seus pais, os ex-governadores Garotinho e Rosinha.

Após elogiar Marcelo Crivella do ponto de vista pessoal – “ele é um bom homem” – Clarissa disse que o prefeito errou ao delegar poderes a pessoas inadequadas. Segundo ela, até mesmo Crivella sabe que sua administração não está produzindo resultados satisfatórios. Para a deputada, contudo, os problemas atuais da prefeitura, em parte, decorrem da herança pesada deixada por Eduardo Paes.

- Fui secretária municipal, sei dos empenhos cancelados e da enorme dívida deixada – acrescentou.

Clarissa se declarou contrária ao projeto de reforma da previdência apresentado por Bolsonaro. Disse que o País necessita de uma reforma mas não nos moldes propostos pelo atual governo, que, na sua opinião, não pretende cortar privilégios com o pacote de medidas.

- Como vai cortar privilégios, se mais de 70 % da economia pretendida com a proposta sairão do regime geral, onde quem ganha mais está na faixa de R2,6 mil? – afirmou, para, em seguida, acrescentar que o projeto de Bolsonaro, ao contrário do anunciado, sacrifica os mais pobres.

Para Clarissa Garotinho é muito cedo para avaliar o desempenho do governador Wilson Witzel. Ela negou que seu pai tenha tido qualquer influência em nomeações no atual governo. E criticou a atuação de Witzel na controvertida operação da Core nas comunidades de Angra dos Reis. “Aquilo não era papel dele. Ele não é delegado”, alfinetou.

'