26/04/2019 07:18

Em Campos, Caio e Wladimir duelam pela disputa da Prefeitura

imagem

O fracasso da administração do prefeito Rafael Diniz está contribuindo para reeditar nas próximas eleições municipais de Campos dos Goytacazes - o maior e mais importante município do interior fluminense - um duelo entre os representantes das duas principais linhagens de políticos da cidade. De um lado, pelo PDT, Caio Viana, filho de um dos mais populares prefeitos campistas, Arnaldo Viana. De outro, pelo PSD, Wladimir Garotinho, herdeiro da principal liderança política da cidade, o ex-governador Anthony Garotinho.

Nas eleições de 2018, Wlad e Caio se enfrentaram na busca de uma cadeira para a Câmara dos Deputados. Neste confronto preliminar, Wladimir levou a melhor: obteve 39 mil votos, dos quais 30 mil em Campos, elegendo-se deputado federal. Caio conseguiu 21 mil votos, 19 mil na cidade, ficando como primeiro suplente no PDT. O filho de Arnaldo alega ter feito uma campanha breve, reduzida a 21 dias, tendo se decidido tardiamente a entrar na corrida eleitoral.

Além da força do sobrenome, Wladimir conta com a popularidade de sua mãe, a ex-governadora e duas vezes prefeita Rosinha. A seu favor também, o fato de representar o grupo político que expressa com mais contundência a oposição ao frágil prefeito Rafael Diniz. Contudo, nem tudo são flores para o deputado federal do PSD. Alguns históricos aliados de Garotinho não guardam afinidade política com seu rebento e já sinalizaram que podem fazer outra opção caso Wladimir seja efetivamente o candidato.

Entre os Garotinho, o único nome considerado imbatível em Campos seria Rosinha, que, entretanto, teve seus direitos políticos cassados por 8 anos, por conta de uma condenação de improbidade. Garotinho estuda meios jurídicos para tentar resolver o problema e disputar a eleição com Rosinha, sem maiores riscos e surpresas. Há quem diga que Garotinho fala sobre a hipótese da candidatura da ex-governadora apenas pára evitar a dispersão de seus aliados. Pesquisas de opinião para consumo interno mostram que Rosinha ganharia a eleição no primeiro turno. Já Wladimir teria ligeira vantagem sobre Caio Viana, o que, no mínimo, aponta para um disputa muito renhida e perigosa.

Após desavenças com o pai, Arnaldo Viana, que no último pleito municipal não o apoiou, Caio conseguiu unificar a família. Vai para a disputa com a chancela declarada e ostensiva de Arnaldo, o que faz aumentar suas chances.

Com um orçamento de cerca de R$ 2 bilhões, Campos dos Goytacazes é um município estratégico no jogo político do Estado. Não por acaso, de lá saíram três ex-governadores – Garotinho, Rosinha e Celso Peçanha e um presidente da República, Nilo Peçanha.

'