04/03/2021 12:17

Witzel revoga a teoria do tiro na cabecinha e prega a troca do fuzil pela bíblia

imagem

Acossado pelos rumos de seu futuro próximo, no qual despontam a ação penal no STJ e o impeachment no Tribunal Misto, o governador afastado Wilson Witzel deu um cavalo de pau em suas convicções. Antes belicoso, agora assume ares espiritualistas e prega a troca do fuzil pela bíblia. Revogou tardiamente a teoria do “tiro na cabecinha”.

Leia a nota de Lauro Jardim, de O GLOBO

Não são raros os episódios em que encalacrados com a Justiça se convertam e passem a frequentar, especialmente, igrejas evangélicas. Wilson Witzel não foge à regra. O governador afastado do Rio de Janeiro tem batido ponto na Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias, liderada pelo pastor Marcos Pereira.

Em uma pregação que aconteceu ontem, Witzel tentou reformular uma célebre afirmação que fez quando assumiu o governo. À época, afirmou que se algum criminoso fosse visto com um fuzil na mão a polícia iria “mirar na cabecinha e ... fogo”. Agora, abraçado com o Pastor Marcos, ele prega:


— Essa frase viralizou e eu quero mudar essa frase hoje, troque o fuzil pela Bíblia porque nós iremos te salvar. Vamos estar em todas as cadeias do Rio de Janeiro. Vai ter Bíblia, vai ter salvação, é o novo estado do Rio de Janeiro. É o milagre neste estado”.

E quem é Marcos Pereira, que estava ao lado de Witzel?

Ficou conhecido no Rio de Janeiro por intermediar algumas rebeliões em cadeias, principalmente na década de 90. Em 2013 foi preso sob a acusação de estupro. O crime, segundo a vítima, aconteceu em 2006 e o pastor alegou que ela estava possuída pelo demônio. Apesar de ter sido condenado a 15 anos de prisão, o religioso está em liberdade.

O pastor, que também foi investigado pela polícia por associação para o tráfico, foi flagrado em diversos grampos telefônicos. Ele manteve diversas conversas impublicáveis com fiéis da sua igreja e ficou conhecido pela infame frase “saudades do teu rabo”, dita a uma frequentadora de sua igreja.

'