04/03/2021 13:08

Bolsonaro ameaça demitir assessores de Paulo Guedes, que se cala diante de toda crise

imagem

O silêncio do ministro Paulo Guedes (Economia) no caso envolvendo a saída de Roberto Castello Branco do comando da Petrobras também pode ser compreendido pelo fato de que o Posto-Ipiranga não quer sofrer novas baixas. No Palácio do Planalto, começou a circular como uma possível baixa na equipe de Guedes o nome do secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, informa o UOL.

Em setembro do ano passado, Bolsonaro chegou a dar "cartão-vermelho" quando o secretário anunciou propostas que previam restrições em benefícios sociais. Na ocasião, o presidente ficou extremamente irritado com o auxiliar de Guedes. O ministro, porém, conseguiu reverter e abafar o desconforto com o presidente.

Agora, segundo auxiliares do presidente, a irritação de Bolsonaro está na demora da equipe econômica em apresentar soluções para promessas do presidente, como zerar o imposto federal sobre o Diesel. Até mesmo a conta sobre o valor final do auxílio emergencial não consegue ser fechada. Justamente, por isso, Bolsonaro voltou a dizer que "o pessoal do Guedes" precisa ser mais ágil para atender aos desejos do governo.

'