17/02/2019 13:55

O GLOBO supera a FOLHA e volta a ser o maior jornal do país

imagem

RICARDO BRUNO

O Globo voltou a fazer jus ao seu tradicional slogan, o maior jornal do país. Apesar da espetacular queda de 43% em sua circulação impressa nos últimos três anos, o jornal dos Marinho, de acordo com os últimos números do IVC, se firmou como o mais importante quality paper brasileiro. Com 120 mil assinaturas na versão impressa e 194 mil na digital, o GLOBO lidera o ranking de circulação nacional com 315 mil assinantes, superando a Folha, com 310 mil.

O comparativo entre assinantes do impresso e do digital confirma o ocaso do papel e a ascensão dos acessos virtuais. De janeiro a dezembro de 2018, o Globo perdeu quase 9 mil leitores na versão impressa mas ganhou 28.384 na digital. O resultado é parte da estratégia atual da direção da empresa, que fechou o acesso às principais notícias de seus colunistas e repórteres, convidando o interessado a fazer assinatura digital. A julgar pelos números do IVC, o plano tem funcionado.

Para aumentar o número de assinantes digitais, o jornal mudou a métrica de medição da penetração do material publicado. Trocou o controle de page views por capacidade de conversão de assinaturas digitais. Assim, estabeleceu-se entre os seus profissionais uma disputa aguerrida sobre quem estaria colaborando de modo mais efetivo para aumentar o número de assinantes. Até aqui, o colunista Lauro Jardim vence com folga este campeonato interno. Está em suas notas o maior interesse do leitor em se tornar assinante da versão digital.

A Folha de São Paulo ainda tem o maior número de assinantes digitais, mas a diferença para o GLOBO está se estreitando. Em janeiro de 2018, eram 26 mil a mais. Agora, são apenas 13 mil. O crescimento do GLOBO foi de 17,1% contra 7,6 da Folha.

Na versão impressa, o Globo supera a Folha em 17 mil (120 mil contra 103 mil). Neste segmento, o líder é o jornal popular mineiro Super Notícia com 138 mil leitores no impresso. O Super, contudo, desaba entre os leitores digitais com apenas 45 mil.

O Estadão permanece como o terceiro maior jornal em circulação com 239 assinantes, dos quais 132 mil na versão digital e 107 na impressa.

Entre as revistas, Veja teve brutal queda de circulação. Despencou de 1.203.372 cópias para 802.324, das quais 436 mil exemplares impressos e 362 mil digitais. A revista Época passou a circular como encarte do Globo, o que dificulta a comparação. Segundo o IVC, circula com 498 mil exemplares (244 mil impressos e 254 mil digitais).

'