19/04/2019 15:16

No Jogo do Poder, Witzel nega que vá privatizar a Cedae

Em entrevista ao programa Jogo do Poder, que vai ao ar pela rede CNT, o candidato do PSC ao Governo do Rio, Wilson Witzel descartou a possibilidade de privatizar a Cedae. Disse que a empresa é lucrativa e que não vê motivos para o Estado entrega-la à iniciativa privada. Witzel também negou a intenção de privatizar as universidades públicas – Uerj, Uenf e Uezo – como chegara a ser aventado nas redes sociais. Segundo ele, suas palavras foram mal interpretadas quando apenas admitiu a possibilidade de as universidades gerarem receita adicional própria através de pesquisas em parceria com empresas privadas.

Em 45 minutos de entrevista, da qual participaram os jornalistas Ricardo Bruno (apresentador) e Paulo Cappelli (O Dia), Witzel voltou a defender a tese de que, caso eleito, a polícia vai imediatamente abater bandidos armados. Confrontado com o fato de que a polícia do Rio já é que mais mata no Brasil e que isto não a faz eficiente, dado o recrudescimento da criminalidade no Estado, o candidato disse que em seu governo seria diferente, pois haveria também investimentos em inteligência, possibilitando uma ação mais certeira do aparato policial.

Witzem voltou a defender a extinção da Secretaria de Segurança Pública como medida pra despolitizar a gestão do enfrentamento da criminalidade. Em seu programa de governo, seriam criadas as secretarias da polícia civil e da polícia militar, diretamente subordinadas ao governador.

Após ameaçar prender seu oponente, Eduardo Paes, caso fosse criticado em um debate com acusações eventualmente improcedentes, Wiltzel mudou o tom na abordagem da questão. Comedido, afirmou que todos podem dar voz de prisão diante de flagrante de crime.

O Jogo do Poder vai ao ar hoje às 23h20, pela Rede CNT canais 9 da TV aberta, 22 e 522 da Net e ao vivo pelo Youtube.

'