16/02/2019 16:28

SECRETÁRIO AMEAÇA PRENDER DEPUTADOS E ABRE CRISE ENTRE ALERJ E GOVERNO

imagem

Coube ao novo secretário de Polícia Civil, Marcos Vinícius Braga, deflagrar a mais séria crise entre o Palácio Guanabara e a Alerj. Em entrevista, ao O Dia, Marcos Vinicius ameaçou irresponsavelmente prender deputados e prefeitos durante sua gestão. Sem citar casos específicos , tampouco provas ou indícios que justificassem tal medida, o delegado trouxe indignação entre os parlamentares.
Hoje pela manhã, ciente do estrago provocado por sua declaração, Marcos Vinicius ligou para o presidente André Ceciliano, pedindo desculpas e afirmando ter sido mal interpretado na entrevista. A retratação contribui para desanuviar o clima tenso entre os deputados. Muitos já se preparavam para convoca-lo a fazer esclarecimentos e apresentar a lista dos deputados e prefeitos que seriam presos.

O presidente da Alerj, André Ceciliano, passou toda a manhã atendendo a telefonemas de deputados novos e reeleitos indignados com a acusação irresponsável do delegado, pois desprovida de qualquer fato objetivo. André está empenhado em superar a crise embora ainda não haja certeza de que o caso tenha sido contornado, dada a indignação decorrente da declaração estapafurdia do delegado.
Em entrevista à Agenda do Poder, deputados - alguns até da base do Governador Witzel - disseram que o problema só será superado se Marcos Vinicius se retratar publicamente.
A declaração de Marcus Vinicius não agradou também ao governador Witzel, que a considerou desnecessária, inábil e inoportuna, segundo fontes do Palácio Guanabara.

'