09/08/2020 17:55

Possibilidade de grampo traz apreensão entre os deputados que têm ido ao Guanabara

imagem

A matéria do RJ TV revelando o processo de compra de sistemas de escutas telefônica e ambiental pelo governo do estado trouxe inquietação e desconfiança entre os deputados que têm ido ao Palácio Guanabara conversar sobre uma possível reaproximação política para evitar o impeachment. “Ainda que a compra tenha sido abortada, o simples desejo de efetivá-la mostra a forma de atuação dos atuais ocupantes do governo”, comentou uma raposa do Palácio Tiradentes.

Microfones com chips de nano tecnologia, disfarçados de crachás ou bottons, podem ter registrado parte dos diálogos em que alguns parlamentares expuseram as condições para o entendimento com o governo. Ainda que não haja nenhuma informação objetiva neste sentido, a possibilidade em si de ter acontecido tirou o sono de muita gente.

“Acho que agora ninguém vai conversar à vontade no Palácio Guanabara. Ele podem ter conseguido comprar de outra forma este sistema de grampos”, comentou outro experiente deputado.

A revelação da tentativa de compra de escutas pelo GSI do Palácio Guanabara confirma as denúncias de que efetivamente o Governo do Estado estava se preparando para a produzir dossiês e investigações supostamente contra os deputados. Foi este fato, nunca negado peremptoriamente pelo ex-todo poderoso Lucas Tristão, que afastou de vez a maioria dos deputados do governador Wilson Witzel. As graves denúncias de corrupção durante a pandemia vieram num ambiente já deteriorado pela desconfiança..

'