14/07/2020 03:56

Deputada pede à comissão de impeachment maior atenção aos contratos da primeira-dama

imagem

A deputada Renata Souza (PSOL) alertou os integrantes da comissão do impeachment para a necessidade de se abrir um outro importante flanco nas investigações sobre fraudes e desvios de recursos no governo do estado. Na sessão desta terça-feira (30), Renata afirmou achar estranho que as esforços da comissão estejam concentrados apenas em fraudes nos hospitais de campanha, quando há fortes indícios de irregularidades nos contratos firmados com o escritório da pimeira-dama Helena Witzel.

- Um mês antes do primeiro contrato que ela abriu o escritório. Já vimos este filme com a mulher do Cabral. A gente viu no que deu. A comissão de impeachment precisa se atentar para isto. No início de toda revelação de possibilidade de crime de responsabilidade ficou clara a participação do escritório da primeira dama. Isto precisa ser o foco nas investigações no âmbito do impeachment – afirmou.

No final da tarde, chegaram à Alerj informações de que existem vários outros contratos firmados entre o escritório de Helena Witzel e operadores financeiros de fornecedores do governo. Não apenas o de R$ 540 mil, já divulgado, com uma das empresas de Alessandro Duarte, sócio de Mário Peixoto, uma espécie de sucessor do Rei Arthur no controle quase absoluto dos contratos de prestação de serviço no governo.

De acordo com um parlamentar que teve acesso às primeiras informações, há agravantes na situação de Helena Witzel se comparada a de Adriana Ancelmo, esposa de Sérgio Cabral. Ambas teriam se aproveitado das relações de poder no governo para a celebração de contratos escusos, eticamente condenáveis. Contudo, Adriana efetivamente prestava serviços com atuação nos processos e comandava uma banca de advogados de boa reputação no meio. Helena, ao contrário, não atuava efetivamente em nome das empresas; prestava um consultoria informal, de caráter extraprocessual, algo próximo ao papel de conselheira verbal.

Nos próximos dias, todas as informações sobre os contratos da primeira-dama serão compiladas e cruzadas com a papel das empresas contratantes na execução de serviços durante a pandemia.

Veja o pronunciamento da Deputada Renata Souza (PSOL)



'