14/07/2020 03:19

Bacellar afirma que defesa de Witzel já conhece as acusações em investigação no STJ

imagem

O relator da comissão de impeachment, deputado Rodrigo Bacellar, deu hoje a senha da estratégia da Alerj para esvaziar a argumentação da defesa do governador Wilson Witzel de que precisa conhecer as provas das acusações que pesam contra ele no STJ. No segundo parágrafo de nota emitida no início da tarde, afirma: “O intuito da obtenção do acesso aos autos seria com a finalidade de oferecê-los à Defesa, a qual, como agora se sabe, conhece seu inteiro teor pelo menos desde o início de junho”. Sem dar maiores detalhes, o relator se refere, na verdade, à iniciativa de Witzel de enviar, na primeira semana de junho, a pelo menos 30 prefeitos fluminenses cópia das 22 laudas de sua defesa protocolada no STJ. Por óbvio, o pressuposto da apresentação da defesa é o conhecimento da acusação.

Bacellar reafirma que os trabalhos vão continuar a partir de documentação obtida junto à Secretaria Estadual de Saúde.

Leia a íntegra da nota de Rodrigo Bacellar.

Foi com tranquilidade que recebemos a comunicação de que não nos seria franqueada vista aos autos do Inquérito nº 1388 pelo Exmo. Ministro Benedito Gonçalves, do STJ.

O intuito da obtenção do acesso aos autos seria com a finalidade de oferecê-los à Defesa, a qual, como agora se sabe, conhece seu inteiro teor pelo menos desde o início de junho.

Assim sendo, considerando a autonomia entre os Poderes tal negativa, pelas razões que respeitamos, reafirmamos que não acarretará em prejuízos aos trabalhos desta Comissão.

Quanto a obtenção dos documentos necessários, a Comissão está em fase de conclusão de diligências, uma vez que foram encaminhados Ofícios à Secretaria de Saúde e à Comissão do Covid, já tendo recebido inclusive algumas destas documentações que nos dão elementos importantes para apurar os fatos que constam na denúncia.

Recebidos os mesmos e concluída esta etapa, será concedido o acesso dos documentos à defesa do Governador para darmos continuidade à tramitação do processo”.



Clique aqui e veja a defesa do Governador


'