28/05/2020 22:18

Com apoio de Crivella, Bolsonaro quer implodir distanciamento social no País a partir do Rio

imagem

Impedido pelo STF de fazer valer suas orientações insanas de volta à normalidade, o presidente Jair Bolsonaro já sabe como implodir o distanciamento social no Rio de Janeiro, exatamente no momento de explosão do número de mortes. Atraiu o prefeito Marcelo Crivella para reunião no Palácio do Planalto, onde planejaram medidas de impacto para minar as orientações do governador Wilson Witzel que restringem as atividades em todo o estado. Dependente do apoio político de Bolsonaro para tentar a reeleição, Crivella aquiesceu. Com o apoio do prefeito da segunda maior capital brasileira, Bolsonaro deseja a partir do Rio, vitrine para o Brasil, quebrar o isolamento social em todo o pais em orientação oposta à comunidade científica.

Após a reunião, Bolsonaro se encarregou de vazar dois dos movimentos previstos para os próximos dias. A reabertura das atividades comerciais e a volta dos jogos de futebol. Em uma live, Bolsonaro disse que o entendimento dos jogadores sobre o assunto mudou eque agora eles desejam voltar á campo. Não citou, contudo, a fonte desta informação.

"Num primeiro momento, tinha muito jogador que era contra. Agora é um outro entendimento por parte dos jogadores, obviamente sem torcida. Está nas mãos do prefeito Marcelo Crivella isso", disse Bolsonaro. "Os jogadores querem. O que interessa é isso: os jogadores querem voltar a jogar. E afinal de contas, não sabe quando vai acabar essa pandemia, ficar até quando parado? E todo mundo perde com isso aí. Esporte é vida, é saúde. Espero que o Marcelo Crivella resolva autorizar a volta do campeonato Carioca. Espero que o mesmo aconteça nos demais estados", afirmou

'