11/07/2020 00:46

Governadores ignoram Bolsonaro e prosseguem isolamento social

imagem

Reunidos virtualmente, 26 governadores resolveram ignorar as orientações do presidente Jair Bolsonaro de afrouxamento das medidas de combate à propagação do coronavírus por conta dos danos à economia. Unanimemente, deliberaram pela continuidade do isolamento social, em oposição as recomendações absurdas do presidente no sentido de reabertura das escolas e do comércio.

João Doria abriu a reunião, da qual também participou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, dizendo que o objetivo da encontro não era construir “uma trincheira” contra Jair Bolsonaro ou o governo federal. Mas, logo depois, afirmou que depende deles, governadores, a salvação do País.

“Temos que salvar vidas. E, pelo o que eu vi hoje de manhã e ouvi ontem à noite, cabe a nós, governadores do Brasil, ao Congresso Nacional, com a liderança do deputado Rodrigo Maia e do senador Davi Alcolumbre, salvar o Brasil.”

Para Doria, Bolsonaro foi desrespeitoso ao propor reunião de conciliação com governadores e
, depois, fazer um pronunciamento “equivocado” em rede nacional

“Eu considerei desrespeitoso ele ter proposto uma reunião de conciliação, consenso e harmonia com os governadores do Brasil e ter tido uma manifestação completamente extemporânea, equivocada, maldosa em relação ao brasileiros, como ele falou em rede nacional de televisão.”
Todos os governadores pediram a Jair Bolsonaro que tenha equilíbrio, bom senso e serenidade para a superação da crise.

'