19/04/2019 15:15

Desembargador Cláudio Mello Tavares é o novo presidente do TJ-RJ

imagem

O desembargador Claudio de Mello Tavares foi eleito, nesta segunda-feira , presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro para o biênio 2019/2020. O magistrado recebeu 104 votos, contra 63 do desembargador Caetano Ernesto da Fonseca Costa. A eleição teve um voto nulo. O presidente eleito toma posse em fevereiro do ano que vem.Claudio de Mello Tavares é o atual corregedor-geral de Justiça do Rio. Tavares agradeceu a Deus e aos familiares pela vitória e disse que manterá sua atuação como tem feito no cargo de corregedor geral da Justiça.

“O poder só tem sentido quando usado para o bem do semelhante”, afirmou.
Membro do Órgão Especial e do Conselho da Magistratura, Claudio de Mello Tavares é o atual corregedor-geral da Justiça e tomou posse como desembargador em março de 1998

Além de eleger presidente o desembargador Cláudio de Mello Tavares, o Plenário do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro também escolheu os nomes que vão compor a administração da corte até 2020.Com 86 votos, o desembargador Bernardo Garcez foi eleito corregedor-geral da Justiça. Ele teve dois votos a mais que o desembargador Adriano Celso Guimarães no segundo escrutínio. Com 36 anos de magistratura, Garcez integra a 10ª Câmara Cível do TJ-RJ e é membro do Órgão Especial.

O cargo de 1º vice-presidente do TJ-RJ será ocupado pelo desembargador Reinaldo Pinto Alberto Filho. Candidato único, ele obteve 155 votos. O magistrado ocupa a 4ª Câmara Cível e é membro do Órgão Especial. Tomou posse como desembargador em 2000.

Também como candidato único, Paulo de Tarso Neves obteve 151 votos e ocupará a cadeira de 2º vice-presidente. O magistrado tem assento na 2ª Câmara Cível do TJ-RJ e foi empossado desembargador em 2007.

Atual 1ª vice-presidente do TJ-RJ, a desembargadora Elizabete Filizzola Assunção assumirá a 3ª Vice-Presidência a partir de fevereiro. Ela obteve 120 votos. O desembargador Mario Assis Gonçalves teve um total de 48 votos.

O diretor-geral da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro será o desembargador André Gustavo Corrêa de Andrade, eleito com 95 votos. O desembargador José Carlos Maldonado obteve 75 votos.

André Gustavo integra a 7ª Câmara Cível do TJ-RJ e tomou posse como desembargador em 2007.

Órgão Especial
Alem disso, os desembargadores do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro elegeram oito novos membros titulares do Órgão Especial, entre os magistrados da classe de carreira, para o próximo biênio 2019/2020.

Foram eleitos os seguintes desembargadores: Antonio Iloízio Barros Bastos, com 129 votos; Rogério de Oliveira Souza, com 120 votos; Katya Maria de Paula Menezes Monnerat, com 110 votos; Maria Angélica Guimarães Guerra Guedes, com 107 votos; Elton Martinez Carvalho Leme, com 102 votos; Adolpho Corrêa de Andrade Mello Júnior, com 97 votos; Marco Antônio Ibrahim, com 93 votos; e Sandra Santarém Cardinali, com 92 votos.

Na mesma sessão foram indicados cinco membros para o Conselho da Magistratura para os dois próximos anos, com a eleição dos desembargadores Fábio Dutra, Sidnei Rosa da Silva, Renata Machado Cotta, Luiz Felipe Miranda de Medeiros Francisco e Sergio Ricardo de Arruda Fernandes.

Foram preenchidas, ainda, as vagas de titular e suplente da parte eleita do Órgão Especial, da classe do Ministério Público, com a escolha da desembargadora Leila Maria Rodrigues Pinto de Carvalho e Albuquerque, como titular; e Mônica Maria Costa de Piero, como suplente

'