17/02/2019 13:19

Flávio Bolsonaro afirma que intervenção federal não continuará em 2019

imagem

O senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente eleito Jair Bolsonaro, afirmou que a intervenção no Rio não continuará em 2019 e defendeu uma prorrogação da operação de Garantia de Lei e Ordem (GLO) para as Forças Armadas. Flávio Bolsonaro ressaltou que estava dando sua opinião como senador eleito ao falar da prorrogação da GLO.



- A princípio, a intervenção não continua. As conversas que a gente tem que ter ainda com o general Fernando (Azevedo e Silva), que é o ministro da Defesa e comanda as Forças Armadas, e eu como senador eleito do Rio de Janeiro, hoje deputado estadual, defendo que seja mantida pelo menos provisoriamente, com alguns ajustes inclusive legais para dar mais segurança jurídica para a tropa, a permanência das Forças Armadas em GLO - disse o senador eleito.


Flávio Bolsonaro afirmou que sua ideia é de que as tropas permaneçam até a formação de novos policiais para atuarem no estado.

- Pelo menos até o período, a data, em que a gente conseguir a formação de policiais militares que fizeram concurso público no Rio de Janeiro e estão sendo preparados para que esse efetivo seja recomposto - afirmou.

O senador eleito disse que as Forças Armadas estão deixando um "legado" no Rio e afirmou que o governador eleito, Wilson Witzel, deve zelar por isso.

- Independente disso, o legado que os militares das Forças Armadas estão deixando no Rio, principalmente na questão de integração das forças de segurança e de uso de tecnologia, é fundamental e não pode ser desperdiçado de jeito nenhum. E é algo que tenho certeza que o governador vai estar de olho para manter essa parte aí e pelo menos fazer uma transição boa - disse.

'