16/02/2019 16:06

Conselho de ética vai investigar deputados presos pela Lava Jato

A reunião do Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Rio, que permitiu a presença da imprensa e acabou sendo transmitida pela TV Alerj acolheu as duas representações do PSOL para investigar os dez deputados envolvidos na Lava-Jato.

O relatório elaborado por Marcos Muller (PHS), que indicava o arquivamento das investigações contra os emedebistas Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, foi rejeitado por unanimidade.

O problema pela frente dos nobres agora é quem vai levar o processo à frente: nenhum dos quatro deputados que participam da reunião estará na próxima legislatura.

Carlos Osorio (PSDB) e Nivaldo Mulim (PR) não concorreram. O presidente, André Lazaroni (MDB), não conseguiu se eleger deputado federal. E Comte Bittencourt (PPS) era vice na chapa ao governo de Eduardo Paes (DEM).

Com isso, entre os integrantes do conselho, sobram apenas Dionisio Lins (PP) e Rosenverg Reis — e Rosenverg é do mesmo partido dos investigados.

Os psolistas Marcelo Freixo, Flavio Serafini e Eliomar Coelho também acompanharam os trabalhos.

A próxima sessão está marcada para quinta-feira (29), às 12h.

'