24/02/2020 23:01

Política

  • GRAMPO ILEGAL. Alerj pede informação sobre atividades de nove policiais

    Na guerra de informação e contrainformação sobre as suspeitas de espionagem dos deputados estaduais, supostamente comandada pelo secretário Lucas Tristão, surgiu nesta semana uma lista de nove policiais sobre os quais há dúvidas se estão envolvidos na operação ilegal. Hoje, Guilherme Amado, da revista Época, revela os nomes dos agentes e a decisão do presidente da Alerj, Andre Ceciliano, de solicitar formalmente ao Palácio Guanabara informações sobre as ocupações de dois delegados da Polícia Federal e seis policiais militares.

  • APÓS FAZER AMEAÇAS, TRISTÃO É PIVÔ DA MAIOR DERROTA DE WITZEL NA ALERJ

    O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Lucas Tristão, foi o pivô da mais fragorosa derrota do governador Wilson Witzel na Alerj. Por esmagadora maioria (42x5), os deputados derrubaram o decreto que concedia isenção fiscal para empresas termelétricas bem como para a compra de equipamentos para o setor. Apenas os deputados Alexandre Knoploch, Marcelo do Seu Dino (PSL) , Márcio Pacheco (PSC) , Sérgio Fernandes (PDT) e Rodrigo Amorim (PSL) votaram com o governo. O relacionamento entre o Governador e a Alerj se deteriorou após Tristão afirmar pessoalmente ao presidente André Ceciliano possuir dossiês sobre a vida dos 70 deputados.

  • MP ajuíza ação para que Nova Iguaçu execute investimentos em educação

    O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) ajuizou ação civil pública contra a prefeitura de Nova Iguaçu, em que pede urgência no cumprimento das normais legais que estabelecem a separação dos recursos destinados ao setor, em conta em nome da Secretária Municipal de Educação.

  • Molon é o novo líder do PSB na Câmara dos Deputados

    O atual líder da oposição na Câmara, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), será o comandante de sua bancada partidária na Casa. O nome dele foi consolidado após o fim de conflitos internos. Molon disputava o posto com o deputado Danilo Cabral (PSB-PE).Um acordo foi firmado nesta terça-feira, 18, para que Molon assuma a liderança do PSB neste ano e Cabral, em 2021. Com isso, Molon deve deixar a liderança da oposição e um novo nome deverá ser indicado pelo PDT.

  • Por três dias, Rosinha Garotinho está inelegível nas próximas eleições

    O TSE rejeitou recurso da ex-governadora Rosinha Garotinho, contra condenação do TRE por abuso do poder político, por ter mandado pintar equipamentos públicos de Campos dos Goytacazes, como sinais de trânsito e muros, na cor rosa. O fato se deu em 2012, quando a ex-governadora fora candidata à releição na Prefeitura de Campos. Por exatos três dias, Rosinha está inelegível na próxima eleição municipal, marcada para 4 de outubro. A decisão veda a participação eleitoral da ex-governadora por oito anos, contados a partir da data da eleição em que o do fato se verificou: 7 de outubro de 2012.

  • Supremo recusa conceder foro especial a Moura em ação de peculato

    O secretário estadual da Casa Civil, André Moura, foi derrotado ontem no STF em ação que pleiteava foro especial para julgamento de ação de peculato e dispensa de licitação, fatos ocorridos em 2010 quando era deputado estadual em Sergipe. Por ter sido deputado federal posteriormente, Moura queria que o caso fosse para o Supremo, que rejeitou a tese, decidindo enviar a ação para o Superior Tribunal de Justiça.

  • Lula reafirma compromisso do PT de apoiar Freixo para prefeitura do Rio

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afastou hoje qualquer possibilidade de o PT não apoiar o candidato do PSOL, Marcelo Freixo, nas eleições para a Prefeitura do Rio. A declaração do ex-presidente sepulta o movimento sedicioso de algumas lideranças municipais, com base na zona oeste, com vistas à candidatura própria.

  • ALERJ DEVE CASSAR DEPUTADOS DA FURNA DA ONÇA QUE QUEREM REASSUMIR O MANDATO

    A quebra de um entendimento tácito entre os cinco deputados reeleitos, alvos da Lava Jato, e a Mesa Diretora poderá levar a Alerj a cassá-los, como recomentou ontem a corregedoria da Casa. Quando decidiu-se votar o decreto legislativo que resultou na soltura dos parlamentares, acordou-se que eles não poderiam voltar à Casa dada as graves acusações em que estão envolvidos. Soltos, os deputados resolveram ir à Justiça quebrando o entendimento firmado. Nesta queda de braço, o próximo passo deve ser cassação dos deputados em plenário. Com algumas poucas exceções, o clima entre a maioria dos deputados é pela cassação.

  • MP Federal pede que que MP do Rio investigue se Crivella e Bretas cometeram ilícito eleitoral

    As participações do prefeito do Rio de Janeiro e pré-candidato à reeleição, Marcelo Crivella (Republicanos), e do juiz federal da "lava jato" fluminense Marcelo Bretas em eventos no sábado (16/2) levaram o Procuradoria Regional Eleitoral, do Ministério Público Federal, a pedir que o Ministério Público do Rio investigue se eles cometeram ilícito eleitoral.

  • OAB pede que CNJ investigue conduta de Marcelo Bretas

    O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, ingressou com uma "reclamação disciplinar" no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o juiz Marcelo Bretas, que julga as ações penais da Lava Jato no Rio de Janeiro.

  • Bretas condena Sérgio Côrtes a 16 anos de prisão por desvio na saúde

    O juiz Marcelo Bretas condenou Sérgio Côrtes, ex-secretário de Saúde na gestão de Sérgio Cabral, a 16 anos de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas na Operação Ressonância, desdobramento da Lava Jato no Rio.

  • Juiz da Lava Jato dá manifestações públicas de simpatia a Bolsonaro

    Numa manifestação explícita de proximidade política, o juiz federal Marcelo Bretas esteve ao lado do presidente Jair Bolsonaro em vários momentos da visita presidencial ao Rio, neste sábado. Logo no desembarque, Bretas o abraçou ainda na pista, encontro cuja imagem publicou em suas redes sociais. Ao saudá-lo no twitter, o juiz da Lava Jato o fez em nome de todos os cariocas. “A cidade maravilhosa, dá boas vindas ao sr. presidente da República, Jair Bolsonaro, e sua comitiva”.

  • Alerj não permitirá que deputados assumam mandato

    Apesar de o desembargador Rogério de Oliveira Souza ter concedido, quinta-feira, um mandado de segurança para que os ex-deputados estaduais Chiquinho da Mangueira (PSC) e Marcos Abrahão (Avante), reeleitos em 2018, assumam seus mandatos na Assembleia Legislativa (Alerj), a Casa não dará posse à dupla, investigada na Lava-Jato. Ambos chegaram a ser presos preventivamente em 2018 acusados de corrupção e entraram na Justiça para tentar reaver a cadeira na Alerj. A Assembleia, contudo, argumenta que a recente decisão do desembargador Rogério Souza confronta uma outra determinação, de 2019, que suspendeu a posse dos deputados presos.

  • Os ministros do STJ delatados por Cabral

  • Desembargador afirma que decisão da Alerj de impedir que deputados assumam teve efeito de cassação

    Para o desembargador Rogério de Oliveira Souza, a Alerj ao não permitir que os deputados assumissem os mandatos, após a revogação da prisão, avançou além do que fora fixado pela decisão do Supremo Tribunal Federal, que não só reconheceu a plena imunidade dos parlamentares estaduais, como delegou à Casa a deliberação sobre a revogação da ato. Na sua opinião, não é procedente a argumentação de que os parlamentares não poderiam assumir o mandato por conta de decisão da 13ª Vara de Fazenda Pública que deferiu a liminar na Ação Civil Pública, sustando os efeitos do ato de posse pelo fato de os livros terem sido levados ao presídio. Segundo Rogério Souza, ao proceder desta forma, a Alerj , na prática, estaria cassando o mandato dos parlamentares, sem o devido processo legal.

  • DEPUTADOS CHIQUINHO DA MANGUEIRA E MARCOS ABRAÃO VÃO REASSUMIR MANDATO POR DECISÃO JUDICIAL

    Afastados da Alerj após terem sido presos no âmbito da operação Lava Jato, os deputados Chiquinho da Mangueira e Marcos Abraão obtiveram liminar no Tribunal de Justiça para reassumirem os mandatos. A decisão é do desembargador Rogério de Oliveira Souza

  • É crítico o estado de saúde do peemedebista Milton Gonçalves

  • entrevista deputado Hugo Leal

  • Guanabara recua em ameaça de demitir 4 mil funcionários

    Semana passada, o supermercado Guanabara disse, através de seis diretores, que demitiria até 4 mil trabalhadores e que pretendia implementar a jornada intermitente e o banco de horas. A proposta foi recusada de imediato pelo Sindicato dos Comerciários. Nesta semana, em reunião na Superintendência Regional do Trabalho o Guanabara recuou da proposta e apresentou novos pontos. Diante da péssima repercussão junto à opinião pública, a empresa abriu mão da jornada intermitente e do banco de horas e anunciou que não demitiria mais os 4 mil trabalhadores, diminuindo para 1.500 funcionários. O supermercado também ofereceu pagar um adicional de R$ 50 para quem trabalha nos feriados e R$ 45 aos domingos, além de implementar a jornada 12×36.

  • Maricá está entre os 60 municípios do país que mais geraram empregos

  • Maricá terá teleporto em parceria com grupo italiano Leonardo

    A Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) e o grupo industrial italiano Leonardo assinaram nesta quarta-feira (12/02) uma joint venture voltada para projetos nas áreas de aviação, comunicação e segurança. Pelo documento assinado nesta quarta-feira, uma nova companhia surgirá, na qual a Codemar – autarquia que é o braço técnico da Prefeitura de Maricá – terá 49% de participação, cabendo à Leonardo os 51% restantes. O investimento inicial previsto é de R$ 2 milhões.

  • É INSUSTENTÁVEL A PERMANÊNCIA DE LUCAS TRISTÃO NO GOVERNO

    Tornou-se insustentável a permanência de Lucas Tristão no Governo de Wilson Witzel. Se não for rapidamente exonerado, o secretário se transformará num complicado estorvo nas relações entre os palácios Guanabara e Tiradentes. Dificilmente, mensagens e projetos de interesse do governo terão tramitação fácil no plenário - dada a animosidade despertada pelas ameaças do secretário. Tristão tornou-se uma unanimidade na Alerj: da esquerda à direita, todos pedem seu afastamento.

  • A MELANCÓLICA DESPEDIDA DE HÉLIO CABRAL DA CEDAE

    Do ponto de vista político, foi um desastre a participação do ex-presidente da Cedae Hélio Cabral na audiência pública hoje pela manhã na Alerj. “Uma vergonha”, definiu o deputado Gustavo Schmidt (PSL), presidente da Comissão de Saneamento. “Uma confissão de culpa”, completou o deputado Luiz Paulo da Rocha. A indignação dos parlamentares era procedente: num flagrante desrespeito ao Parlamento, Cabral se recusou a responder às perguntas dos deputados; fez apenas um superficial speet sobre as dificuldades da empresa, após o qual deixou, às pressas, a Alerj sob o protesto de deputados, sindicalistas e técnicos em saneamento. Se se livrou do aperto dos parlamentares não escapou da fúria dos manifestantes: seu carro foi atingido por garrafas de água mineral, objeto símbolo da crise na distribuição de água no Rio.

  • Em meio à crise da água, cai o presidente da CEDAE

    O governador Wilson Witzel deve anunciar nas próximas horas a troca de nomes na presidência da Cedae. Vai deixar o posto Hélio Cabral, enquanto o substituto será Renato Espírito Santo (foto), servidor de carreira da companhia de águas e esgotos do estado do Rio. A informação é de Ancelmo Goes.

  • Supermercado Guanabara ameaça demitir 4 mil

  • STJ decide que ações contra Delúbio devem ser remetidas à Justiça Eleitoral

    Transformado em pária da política nacional nos primórdios da Lava Jato, quando o ex-juiz Sérgio Moro em dobradinha com procuradores dava curso a maquinações com o nítido propósito de fragilizar o PT, o ex-tesoureiro Delúbio Soares está desmontando, uma a uma, as acusações que lhe impuseram. Nesta semana, obteve talvez a mais expressiva de suas vitórias: o STJ decidiu que os processos contra ele na Lava Jato devem ser remetidos à Justiça Eleitoral. Pelo entendimento do tribunal, a 13ª Vara Federal de Curitiba, outrora bunker operacional de Sérgio Moro, não é foro competente para julgar o caso.

  • MP denuncia ex-procurador e empresário dono do resort Portobello

    O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) divulgou hoje (7) que denunciou, na segunda-feira (3), o ex-procurador-geral de Justiça do Rio, Cláudio Lopes pelo crime de lavagem de dinheiro. Além de Lopes, foram denunciados sua mulher, Ana Beatriz Crespo Lopes, e o empresário Carlos Jardim Borges, dono do resort e do condomínio Porto Bello, em Mangaratiba, onde o ex-governador Sérgio Cabral tinha casa. Operações de venda de terrenos e casas no condomínio, com recursos de propina, acabaram envolvendo o empresário numa nebulosa teia de negócios suspeitos.

  • Cabral delata corregedor nacional de justiça

  • Pezão começa a falar sobre Cabral: "Sugeri que ele legalizasse o dinheiro que mantinha no exterior"

    O ex-governador Luiz Fernando Pezão afirmou hoje, em entrevista à GloboNews, que aconselhou seu antecessor Sergio Cabral a repatriar o dinheiro que mantinha em contas no exterior. A conversa se deu no último encontro dos dois, na casa de praia de Cabral em Mangaratiba.

  • Ministro Fachin homologa delação de Cabral

    O ministro Edson Fachin homologou o acordo de delação premiada do ex-governador do Rio Sérgio Cabral. A decisão do ministro do STF foi tomada nesta quarta-feira (5/2) e o caso foi remetido para o Ministério Público Federal. A informação é de O Antagonista.

  • WITZEL SOBRE BOLSONARO: "ESTE SUJEITO É UM IRRESPONSÁVEL"

    Se já eram difíceis, as relações entre o governador Witzel e o presidente Bolsonaro se deterioram ainda mais nesta semana, por conta do debate sobre a redução da tributação dos combustíveis. No grupo de whattsapp dos governadores, Witzel bateu duro:.“Este sujeito é um irresponsável”, disparou.

  • Para evitar derrota no plenário, Witzel retira indicação para Agenersa

    Para evitar uma derrota acachapante no plenário, que hoje analisaria a indicação, o governador Wilson Witzel voltou atrás e retirou o nome de Bernardo Pegoraro Sarreta como postulante à vaga na Agenersa, a agência estadual reguladora de energia e saneamento. Em sabatina ontem numa comissão da Casa, Sarreta admitiu não ter estudado o tema, ao ser perguntado sobre as funções de uma agência. A Agenersa é responsável também pela regulação da Cedae, que vive uma crise no abastecimento de água desde o começo deste ano.

  • Freixo quer comissão externa na Câmara para acompanhar crise da Cedae

    Marcelo Freixo pediu à Câmara a criação de uma comissão externa, a ser presidida por ele, para acompanhar os desdobramentos da crise hídrica na região metropolitana do Rio de Janeiro. A informação é de Lauro Jardim, de O Globo.

  • STJ nega liminar e mantém Eduardo Cunha na cadeia

    O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha vai continuar preso. O presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, negou liminar em habeas corpus em favor do ex-deputado.A decisão foi tomada durante o plantão judiciário. Segundo Noronha, não há flagrante ilegalidade no caso que justifique a atuação da corte durante o regime de plantão judiciário. O mérito do HC será analisado 6ª Turma, com a relatoria do ministro Rogerio Schietti Cruz.

  • Corregedoria do TJ e Receita Federal recuperam cerca de R$ 120 milhões sonegados por donos de cartórios

    A atuação conjunta da Corregedoria do Tribunal de Justiça e da Receita Federal no combate à sonegação nos cartórios do Estado do Rio resultou na recuperação, até o momento, de quase R$120 milhões em créditos tributários. Com o apoio do Corregedor-Geral da Justiça, desembargador Bernardo Garcez, os encontros entre fiscais e notários contribuíram para alertar os cerca de 380 titulares de cartórios sobre suas responsabilidades fiscais, diante de enorme conjunto de irregularidades existentes.

  • ANDRE CECILIANO: PRESIDENTE DA CEDAE TERÁ DE SE EXPLICAR NA ALERJ

    O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, deputado André Ceciliano (PT), afirmou que o presidente da Companhia Estadual de Águas e Esgoto (Cedae), Hélio Cabral, será convocado para prestar esclarecimentos na Casa sobre a crise no abastecimento de água da região metropolitana. Além do presidente, os diretores da Cedae também deverão estar presentes na audiência pública promovida pela Casa para debater o problema. A declaração foi feita nesta terça-feira (04/02), após o término da primeira sessão plenária de 2020.

  • Pezão prova que estava na Itália no dia em que delator disse que ter pago propina em seu apartamento

    Criada com o propósito de ajudar o esclarecimento de crimes intrincados, a delação premiada está se tornando fonte de invencionices e mentiras com o nítido objetivo de atenuar penas cabeludas de criminosos confessos. Veja o caso das declarações de Sérgio Castro, vulgo Serjão, um dos mais fiéis e antigos operadores de Sérgio Cabral. Ele jurou, diante do juiz Marcelo Bretas, ter entregue um pacote de propinas a Luiz Fernando Pezão, na véspera de o apartamento do ex-governador, no Leblon, ter sido assaltado. Como atesta o noticiário da época, o furto ocorreu em 29 de abril de 2012. Supostamente, a entrega dos valores teria ocorrido dia 28. O passaporte do ex-governador comprova, contudo, que ele estava fora do Brasil entre os dias 21 e 30 de abril. Em férias, passara nove dias na Itália, acompanhado da esposa, Maria Lúcia.

  • Pezão: "Fui preso, julgado e condenado sem até agora ter podido falar"

    O ex-governador Luiz Fernando Pezão afirmou, em depoimento ao juiz Marcelo Bretas nesta segunda-feira, ter sido uma violência muito grande ter sido preso em pleno mandato. Ele reclamou de todo o processo que envolveu sua prisão em novembro de 2018. Pezão foi preso no interior do Palácio Guanabara com espalhafato não visto nem mesmo em prisões de criminosos de alta periculosidade: com fuzis e pistolas apontados para sua cabeça e da esposa, Maria Lucia.

  • Em depoimento a Bretas, Cabral tenta incriminar Pezão em seu esquema de corrupção

    O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (MDB) afirmou hoje que o seu sucessor no cargo, Luiz Fernando Pezão (MDB), participou do esquema de arrecadação de propina liderado por ele, através da Secretaria Estadual de Obras, "desde o primeiro momento do meu governo". Em depoimento ao juiz federal Marcelo Bretas —responsável pelas ações em primeira instância da Lava Jato no Rio— nesta tarde, Cabral explicou o funcionamento de uma espécie de "escritório da propina" montado nos primeiros dias do seu mandato, em 2007. Em depoimento ao juiz federal Marcelo Bretas —responsável pelas ações em primeira instância da Lava Jato no Rio— nesta tarde, Cabral explicou o funcionamento de uma espécie de "escritório da propina" montado nos primeiros dias do seu mandato, em 2007.

  • Fluxo de chineses no Comperj aumenta risco de propagação do coronavírus no Rio

    A possibilidade de propagação do coronavírus no Rio é preocupante. O estado recebe mensalmente cerca de 250 chineses da empresa Kerui, petroleira responsável pela construção da Unidade de Processamento de Gás Natural, no Comperj, em Itaboraí. Segundo nota da coluna Radar de Veja, os funcionários têm desembarcado no Rio, vindos da China, sem qualquer orientação das autoridades sanitárias brasileiras. Nem o Ministério da Saúde, nem a Secretaria de Saúde do Estado estariam atuando com protocolo cautelar de procedimentos.

  • Com base em delação de chefão da Fetranspor, Bretas manda PF prender promotor

    Por determinação do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, o promotor de Justiça aposentado Flávio Bonazza foi preso na manhã desta segunda-feira, pela Polícia Federal, em sua casa em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Ele é acusado pela força-tarefa da Lava-Jato de receber, entre 2014 e 2016, 22 pagamentos no valor de R$ 60 mil, para proteger os empresários do setor de transportes do Rio de eventuais ações judiciais. Bonazza foi levado para superintendência da Polícia Federal para ser ouvido. A expectativa é de que depois ele fique preso em Bangu 8.

  • Bretas aceita denúncia contra auditores da Receita Federal do Porto de Itaguaí

    Num caso rumoroso, o Ministério Público Federal denunciou sete auditores da Receita Federal que atuam na alfândega do propalado Porto de Itaguaí, no Rio, e alguns de seus parentes, como pai, mãe, cônjuges e filho num esquema de corrupção naquela aduana.O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, recebeu a denúncia. Os quinze investigados viraram réus na ação. Bretas entendeu haver indícios de autoria e materialidade para receber a ação. A informação é da revista Veja.

  • Freixo conversa com Bandeira de Mello para ampliar arco de alianças

    O deputado Marcelo Freixo abandonou o dogmatismo psolista que, por anos a fio, isolou a sigla na ponta-esquerda do gramado eleitoral. Tomado pelo pragmatismo que quem efetivamente deseja vencer e não apenas participar de um ato eleitoral de autoconstrução ideológica, Freixo está conversando com partidos e prováveis candidatos de outras correntes. Nesta segunda, como registrou Lauro Jardim de O GLOBO, trocou prosa com Eduardo Bandeira de Mello, o ex-presidente do Flamengo que, filiado à REDE, desponta bem cotado nas pesquisas.

  • Witzel grava conversa. Mourão reage: "Ele não tem moral".

    O presidente em exercício Hamilton Mourão afirmou nesta segunda-feira que o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, não tem "ética" e "moral". A declaração foi feita quando Mourão foi questionado sobre um vídeo que Witzel fez de uma conversa entre ele e o presidente em exercício, para pedir apoio ao envio de água potável às áreas atingidas pelas chuvas no Norte e Noroeste do estado. A conversa foi filmada por um assessor de Witzel e publicada na conta do governador no Twitter na noite de domingo.

  • De volta ao Rio, Paes cria Zap para deflagrar campanha

    De volta ao Rio, após alguns dias na China, o ex-prefeito Eduardo Paes deu o primeiro passo para deflagrar sua campanha: convocou simpatizantes e “até adversários” a adicionarem o um número de whattsapp através do qual manterá contato direto com os cariocas.

  • Corregedoria do TJ aperta o cerco contra práticas irregulares em cartórios

    A Corregedoria do TJ está apertando a fiscalização dos cartórios em função de denúncias de práticas irregulares na cobrança de taxas e a verificação da lisura nas certificações. As inspeções, realizadas pela equipe da Diretoria Geral de Fiscalização e Apoio às Serventias Extrajudiciais (DGFEX), aconteceram em cartórios de Maricá, Duque de Caxias e Nova Iguaçu.

  • Em tempos sombrios, Alerj avança na garantia do livre direito de expressão em estádios

    Em tempos obscurantistas, é bem-vinda a lei aprovada pela Alerj e sancionada pelo governador Witzel, que proíbe qualquer tipo de censura em estádios de futebol. Agora, todo cidadão tem assegurado seu direito à livre manifestação durante eventos esportivos e é proibida, neste caso, a censura prévia por agentes de segurança públicos ou privados.

  • Suplente do Republicanos toma posse na Alerj

    O deputado Paulo Teixeira tomou posse na tarde desta quinta-feira (23/02) na Assembleia Legislativa do Estado do Rio. Ele é o primeiro suplente do partido Republicanos, e assume a vaga aberta com a licença da deputada Tia Ju, que foi nomeada secretária Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos da Prefeitura do Rio de Janeiro. Teixeira assinou o termo de posse na presidência da Casa acompanhado de seus familiares e do presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT).

  • TRE define calendário da eleição suplementar para prefeitura de Silva Jardim

    Termina na sexta-feira (31) o prazo para os interessados em concorrer ao cargo de prefeito e vice de Silva Jardim, na Baixada Litorânea fluminense. O registro da candidatura deverá ser feito até às 19h, no cartório da 63ª Zona Eleitoral. A eleição suplementar será realizada no dia 08 de março e o prefeito eleito ficará no cargo até 31 de dezembro deste ano.

  • Presidente da Petrobrás critica a qualidade dos serviços da Enel: "É inaceitável".

    As conclusões nada alvissareiras da CPI da Alerj que investigou a qualidade dos serviços prestados pela Enel, responsável pela distribuição de energia no interior fluminense, receberam uma importante contribuição nesta semana. O presidente da Petrobrás, Roberto Castello Branco, enviou carta ao CEO do grupo Enel para também se queixar dos péssimos serviços prestados pela concessionária. Proprietário de uma casa de campo em Petrópolis, onde falta energia com exagerada frequência, ele desabafou: “Desde que sua empresa assumiu a concessão, vimos a qualidade do serviço se deteriorar gradualmente, atingindo agora um status totalmente inaceitável”.

  • Corrupção na saúde de Friburgo abala a reeleição do prefeito Renato Bravo

    A Polícia Federal e Ministério Público Federal deflagraram na manhã desta quarta-feira (22), a Operação Carona de Duque, que desarticulou esquema de corrupção na Secretária de Saúde de Nova Friburgo, Região Serrana. O escândalo põe em risco a reeleição do prefeito Renato Bravo (PP). Havia superfaturamento de até 80% nas compras de medicamentos pela prefeitura.

  • AS CRÍTICAS DE BOLSONARO A WITZEL SÃO RELACIONADAS AO CASO MARIELLE

  • Em ato com evangélicos, Crivella recebe Bolsonaro em mais uma tentativa de salvar sua administração

    O prefeito Marcelo Crivella fez hoje mais uma tentativa de obter o apoio do presidente Bolsonaro para, se não apoiá-lo explicitamente, ao menos salvar sua agonizante administração, liberando recursos ou refinanciando a dívida do município com a União. Crivella aposta todas as suas fichas nesta aproximação e, entre aliados, já admite que se Bolsonaro não quiser se envolver diretamente nas eleições estaria de bom tamanho se viabilizasse recursos para a cidade, retirando o Rio da atual crise. Isto, em si, seria suficiente para colocá-lo novamente no páreo.

  • Chico Dangelo encerra debate e garante apoio a Axel Grael em Niterói

    Em manifestação à Agenda do Poder, o deputado Chico Dangelo (PDT) deu por encerrado o debate em torno da escolha da candidatura de Axel Grael, afirmando que , a partir de agora, está comprometido com a defesa da chapa escolhida pelo prefeito Rodrigo Neves.

  • Rodrigo marca reunião para tentar convencer Comte a apoiar Axel

    Antes de anunciar publicamente a escolha de Axel Grael como o seu candidato à sucessão, o prefeito Rodrigo Neves vai promover uma série de reuniões visando contornar as insatisfações decorrentes da escolha. A primeira e mais complicada será com o ex-deputado Comte Bittencourt, que se rebelou contra a decisão e confidenciou a aliados a disposição de se candidatar, abrindo dissidência no grupo político que hoje apoia o prefeito. No encontro, agendado para esta segunda (20/01), Rodrigo pretende não só dissuadi-lo da candidatura como também garantir seu apoio a Axel.

  • Rodrigo Neves escolhe Axel. Comte se rebela: "Também sou candidato".

    A decisão do prefeito Rodrigo Neves de lançar Axel Grael como candidato à sucessão não foi exatamente uma surpresa. Mas trouxe fissuras em sua base política: o ex-deputado Comte Bittencourt, atual secretário de governo, não aceitou ter sido preterido. Abriu dissidência e se lançou também candidato pelo Cidadania. “Vamos oferecer outra alternativa ao niteroiense dentro do campo que hoje apoia o prefeito”, afirmou em conversa com a Agenda do Poder.

  • Rodrigo Maia trabalha para fazer Martha Rocha vice de Eduardo Paes

    O presidente da Câmara Rodrigo Maia quer decidir a eleição à prefeitura do Rio no primeiro turno. Entrou em campo para costurar uma aliança entre o DEM e o PDT, trazendo a deputada Martha Rocha para vice do ex-prefeito Eduardo Paes.

  • Quaquá é escolhido vice-presidente nacional do PT

  • Corregedoria do TJ condena titular de cartório por desvio de recursos

    A titular do cartório do 1° Ofício de Barra Mansa, Heloísa Estefan Prestes, perdeu o cargo por decisão da Corregedoria-Geral do TJ. Ela desviou recursos do cartório, omitindo a arrecadação de mais de 800 mil reais, segundo investigação da Receita Federal. De acordo com a Corregedoria, Heloisa sequer repassava ao Poder Judiciário os 20% do Fundo Especial do TJ, valor incluído nas cobranças dos serviços prestados pelo cartório. Heloisa Prestes pertence ao jet set de Niterói. Filha da colunista social Estela Prestes, circula com desembaraço nos principais eventos sociais da cidade, com trânsito nos círculos de poder do Judiciário e do Legislativo.

  • Com meningite viral, vice-governador Cláudio Castro está internado no Barra D`Or

    O vice-governador do Rio, Cláudio Castro (PSC), está internado desde terça-feira (14) com quadro de meningite viral. Segundo nota divulgada pelo governo, a doença "provavelmente foi provocada pelo vírus do herpes". O político, que tem recebido medicação venosa, chegou ao hospital Barra D'or com muita dor de cabeça e tem previsão de alta para o próximo domingo. O Palácio Guanabara informou que o médico que acompanha Castro já notificou a Secretaria Municipal de Saúde, por se tratar de um caso de interesse público. A informação é de Berenice Seara, de O Extra.

  • Com oferta de R$ 200 milhões, Ronaldo Cézar Coelho já é dono de quase 8 % da Light

    O ex-deputado federal Ronaldo Cézar Coelho comprou ontem por R$ 200 milhões cerca de 9 milhões de ações, o equivalente a 2,9% da empresa. Procurado pelo Itaú, que representava Ronaldo Cezar na operação, o BNDES topou vender e, na medida em que mais demanda apareceu, colocou mais papel à venda.

  • Novo tem debandada de filiados por conta de velhas práticas

    O Partido Novo no Rio sofre debandada de seus quadros por conta de práticas da velha política: decisões pouco transparentes da cúpula e falta de critérios para escolha de candidatos majoritários e preenchimento de cargos em geral. O partido que nasceu sob o signo da mudança padece dos males da política tradional. Nota de Lauro Jardim de O Globo revela que nesta semana houve a desfiliação de vários ex-candidatos a deputado federal e estadual, todos insatisfeitos com as velhas práticas do NOVO.

  • Hugo quer o apoio de Witzel para consolidar candidatura no PSD

    De fora para dentro. O deputado Hugo leal (PSD) lançou-se à disputa da prefeitura do Rio com a esperança de se tornar o candidato do governador Wilson Witzel. Ele acredita que o apoio não só tornaria seu nome competitivo como poria fim à disputa interna em sua legenda, onde os deputados Jorge Felipe Neto e delegado Carlos Augusto e o vereador Paulo Messina tem a mesma pretensão.

  • Justiça inocenta Paes de acusação de improbidade

    O ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) foi inocentado pela Justiça da acusação de improbidade administrativa na ação sobre um suposto rombo deixado no caixa do Rio no fim de seu último ano de seu governo . A ação tinha sido movida pelo Ministério Público estadual.

  • No Rio, Lula e Mujica vão debater o futuro da esquerda em festa do PT

    Os rumos da esquerda no século XXI, sob a visão de dois de seus mais importantes líderes mundiais, os ex-presidentes Lula, do Brasil, e Pepe Mujica, do Uruguai. Este será o ponto alto do Festival 40 anos, evento que será realizado no Rio, entre os dias 7 e 9 de fevereiro para comemorar as quatro décadas de existência do PT. Com shows, festival gastronômico e debates com representantes do partidos de todos os estados brasileiros, o festival será realizado no Armazém da Utopia, na Praça Mauá.

  • Depoimento tardio de Pezão reforça a necessidade de criação do juiz de garantias

    Opositor ferrenho da criação do juiz de garantias, Marcelo Bretas terá amanhã a sua frente um bom exemplo das razões pelas quais o Congresso Nacional decidiu implantar a inovação no País. Quatorze meses após ter sido preso, no exercício do mandado, o ex-governador Luiz Fernando Pezão terá finalmente oportunidade de apresentar a sua versão sobre a acusações que lhe pesam, em depoimento a Bretas, na 7 ª Vara Federal.

  • STJ confirma bloqueio de R$ 198 milhões por irregularidades nas obras do Maracanã

  • Foragida, ex-vereadora Linda Mara se entrega à PF em Campos

    A ex-vereadora Linda Mara (PTC) se entregou na sede da Polícia Federal na tarde deste domingo (12) em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. Ela estava foragida desde outubro do ano passado quando foi decretada a prisão após a condenação da ex-parlamentar a cinco anos e quatro meses no regime semiaberto.

  • TJ vai apurar publicação de foto de Garotinho em rede social de juiz

    O presidente do Tribunal de Justiça do Rio, Cláudio de Mello Tavares, instaurou procedimento para apurar o comportamento do desembargador Alcides da Fonseca Neto, que, entre dias 1 e 6 de novembro de 2019, publicou em seu Instagran foto do ex-governador Anthony Garotinho deitado em uma maca reagindo à ordem judicial de transferência para o presidío de Bangu.

  • Cristiane Brasil quer ser prefeita do Rio

    A ex-deputada federal Cristiane Brasil vai se candidatar à Prefeitura do Rio de Janeiro neste ano. Filha do presidente do PTB, Roberto Jefferson, ela não conseguiu se reeleger em 2018, quando recebeu 10.002 votos. No governo de Michel Temer, Cristiane foi escolhida para ser a ministra do Trabalho, mas o Supremo Tribunal Federal (STF) cancelou a posse dela ao acolher uma ação popular em que advogados alertaram para o fato de a então deputada ter sofrido condenações na Justiça Trabalhista.

  • PT cria grupo de trabalho para elaborar programa de aliança com PSOL

    Em entrevista ao Jogo do Poder, que vai ao ar no próximo domingo, o presidente municipal do PT, Tiago Santana, anunciou a criação de um grupo de trabalho sob o comando do ex-deputado Jorge Bittar para elaborar um programa de recuperação da cidade do Rio de Janeiro. O conjunto de propostas servirá de base para a construção de uma plataforma conjunta de aliança com PSOL, caso evoluam as negociações sobre o apoio à candidatura do deputado Marcelo Freixo.

  • Ex-ministro Celso Pansera assume Instituto de Ciência e Tecnologia de Maricá

    Tomou posse nesta terça-feira, 07/01, o diretor-presidente do novo Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM), ex-ministro Celso Pansera. O principal desafio, segundo Celso, é preparar Maricá para o pós-sal, quando a cidade deixar de receber capital dos royalties do petróleo. A equipe do ICTIM está sendo estruturada e a autarquia vai trabalhar em conjunto com todo o governo, organizando estrategicamente as ideias.

  • Bolsonaro deve apoiar candidatura de Otoni de Paula à Prefeitura do Rio

    Embora publicamente diga manter distância da disputa deste ano pela prefeitura do Rio, Jair Bolsonaro vem tratando do assunto nos bastidores, informa Igor Gadelha na revista Crusoé. Ele discutiu o tema em pelo menos duas reuniões com o deputado federal Otoni de Paula, do PSC. Segundo aliados de Otoni, o presidente sinalizou apoio à pré-candidatura do deputado, desde que não seja pela sigla de seu desafeto Wilson Witzel.

  • Em férias, Witzel viaja com a família para a Disney

    O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), vai passar 11 dias em Orlando, nos Estados Unidos, em viagem particular. Ele desembarcou na cidade no dia 4 e tem a Disney como um dos destinos.O comunicado da viagem foi feito aos deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) na última sexta, véspera da viagem.

  • MP está preocupado com possibilidade de o Rio perder ação sobre os royalties

    O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) está preocupado com uma possível derrota para os municípios produtores de petróleo no STF, ano que vem. É que a Corte irá julgar, em maio, a ação que trata de uma nova redistribuição dos royalties do petróleo.Por isso, o órgão fez um estudo sobre a distribuição de rendas petrolíferas entre os municípios fluminenses. Elaborado pelo Centro de Pesquisas do MPRJ, o relatório técnico foi exposto para representantes das prefeituras de Maricá e de Niterói.

  • Burocratas do Conselho de Recuperação Fiscal pressionam Estado a privatizar a Cedae às pressas

    Burocratas do Conselho de Supervisão do Acordo de Recuperação Fiscal estão pressionando o Governo do Estado a privatizar a Cedae de afogadilho. Com a ameaça de exclusão do Regime de Recuperação Fiscal, tentam impor uma agenda de entrega do patrimônio público estadual às pressas, contrariando a posição do Governador Wilson Witzel e da maioria dos deputados estaduais e federais do Rio. A Cedae é uma empresa superavitária: produz mais de R$ 1 bilhão de lucro/ano, razão pela qual pesam suspeições sobre a pressão exercida pelos técnicos para a entrega imediata da companhia à iniciativa privada.

  • Witzel nomeia ex-advogado de Dilma como reitor da Uerj

    O novo reitor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), Ricardo Lodi Ribeiro, foi nomeado pelo governador Wilson Witzel na última terça-feira. O ato foi publicado no Diário Oficial.Escolhido pelo voto direto de alunos, professores e funcionários, Lodi Ribeiro foi um dos responsáveis pela defesa da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) durante o processo de impeachment em 2016.

  • STJ nega habeas corpus a Myra Athayde, namorada de Messer

    A campista ​Myra de Oliveira Athayde, namorada de Dario Messer, conhecido como "o doleiro dos doleiros", teve o pedido de revogação da prisão preventiva negado nesta sexta-feira (3) pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha. Ela está presa desde 19 de novembro em decorrência de desdobramentos da Operação Patrón – derivada da Operação Lava Jato –, na qual se investiga seu envolvimento no auxílio à fuga de Messer e nos atos de dissimulação de capital atribuídos a ele.

  • STJ mantém ex-deputado Albertassi preso

    O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha, manteve a prisão do ex-deputado estadual do Rio de Janeiro Edson Albertassi. Ele está preso preventivamente desde novembro de 2017 em decorrência da Operação Cadeia Velha, que investigou um esquema de corrupção na administração pública estadual do Rio de Janeiro.

  • Pedro Paulo pede união do centro em torno de Eduardo Paes

    Em entrevista ao Jogo do Poder que vai ar no próximo domingo, o deputado federal Pedro Paulo (DEM) fez um apelo aos setores de centro-direita para que não repitam nas próximas eleições municipais a fragmentação de candidaturas como ocorreu em 2016, quando ele deixou de ir ao segundo turno por 65 mil votos. Hoje, Pedro Paulo é um dos principais articuladores da candidatura de Eduardo Paes à sucessão de Marcelo Crivella.

  • KASSAB LANÇA HUGO LEAL À PREFEITURA DO RIO PELO PSD

    O presidente do PSD, Gilberto Kassab , resolveu lançar o deputado federal Hugo Leal à disputa pela prefeitura do Rio. Estimulado também pelo senador Arolde de Oliveira, ele já aceitou o convite - que considera missão partidária. De férias com a família no exterior, Hugo volta ao Rio na próxima semana, quando vai anunciar publicamente a candidatura.

  • De olho no apoio do MDB, Witzel conversa com Temer sobre aliança na sucessão presidencial

    O governador Wilson Witzel ensaia uma aproximação com o MDB com vistas à sucessão presidencial. Semana passada, reuniu-se com o ex-presidente Michel Temer em São Paulo. Foram quase três horas em que analisaram a conjuntura nacional, os tropeços e acertos do governo Bolsonaro e, principalmente, as possibilidades de alianças para 2022. Nada ficou acertado, além do compromisso de outros encontros para manterem-se próximos.

  • Suposto grupo terrorista de direita reivindica atentado contra o Porta dos Fundos

    Três homens encapuzados que dizem ser do “Comando de Insurgência Popular Nacionalista da Família Integralista Brasileira” gravaram um vídeo, que começou a circular nas redes sociais nesta quarta-feira (25), reivindicando a autoria do ataque a bomba contra a sede da produtora do Porta dos Fundos, no Rio de Janeiro, na terça-feira (24).

  • De 2008 a 2017, Maricá foi o município brasileiro com mais de 100 mil habitantes que mais cresceu

    Do conjunto de municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes, Maricá foi o que mais cresceu no país entre os anos de 2008 e 2017. No período, que coincide com as administrações dos prefeitos petistas Quaquá e Fabiano Horta, o PIB da cidade aumentou na colossal proporção de 585,4%. Foi disparado também o maior crescimento entre os 92 municípios do Estado do Rio. O levantamento foi realizado pelo professor da Uerj Mauro Osório, com base nos últimos relatórios do IBGE sobre o PIB dos municípios brasileiros.

  • Produtora do Porta dos Fundos é atacada com coquetel molotov

    A produtora responsável pela criação dos vídeos do grupo de humor Porta dos Fundos foi alvo de um ataque, na madrugada desta véspera de Natal, no bairro do Humaitá, Zona Sul do Rio. De acordo com a assessoria de imprensa do grupo, dois coquetéis-molotov foram lançados contra a fachada do imóvel.

  • METAMORFOSE. Ex-governadora se reinventa na cozinha e encerra 2019 produzindo mil panetones

    Rosângela Barros Assed Matheus de Oliveira já foi política (prefeita de Campos e a primeira mulher a ser eleita governadora do Rio, em 2002), radialista e até apresentadora de TV. Mas há quase dois meses escolheu uma antiga paixão como seu principal ofício: doceira. Rosinha Garotinho, com ficou conhecida pelo apelido herdado do marido, transformou a casa da família em uma grande cozinha industrial. E, desde que foi solta pela terceira vez, já vendeu mil panetones por encomenda.

  • Juiza nega censura ao "Especial de Natal dos Porta dos Fundos"

    Por não enxergar violação à liberdade de crença e incitação ao ódio, a 16ª Vara Cível do Rio de Janeiro negou, nesta quinta-feira (19/12), pedido de liminar para tirar do ar o "Especial de Natal Porta dos Fundos: a primeira tentação de Cristo", disponível no Netflix. A ação foi movida pela Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura. De acordo com a entidade, na produção, “Jesus é retratado como um homossexual pueril, Maria como uma adúltera desbocada e José como um idiota traído”.

  • Flávio Bolsonaro acusa juiz e sugere complô com Witzel

    O senador Flávio Bolsonaro acusou a filha do juiz Flavio Itabaiana de Oliveira Nicolau, da 27° Vara Criminal de ser funcionária fantasma do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). O magistrado foi responsável por autorização operação de buscas e apreensões que mirou endereços ligados ao parlamentar e seus ex-assessores na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), incluindo Fabrício Queiroz.

  • CNJ afasta desembargador do TJ do Rio

    O desembargador Guaraci Vianna, integrante da 19a Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), foi afastado do cargo pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nesta terça-feira.O afastamento, provisório, aconteceu após a instauração de um processo administrativo disciplinar para apurar possíveis irregularidades na conduta do magistrado durante os plantões dados no TJRJ.

  • Lula já está no Rio, onde será homenageado no Circo Voador

    Após cinco horas de viagem de carro a partir de São Paulo, o ex-presidente Lula chegou ao Rio no início da tarde desta terca, 17. Ele está hospedado num hotel da Zona Sul. Hoje, 18/12, às 18 h, no Circo Voador, receberá homenagem de artistas e intelectuais. O ato, o Rio abraça Lula, marca a primeira visita do ex-presidente ao Rio, após sua libertação.

  • STJ manda soltar Affonso Monnerat, ex-assessor de Pezão

    O STJ acaba de conceder habeas corpus ao ex-secretário de Governo de Luiz Fernando Pezão, Affonso Henriques Monnerat. Ele é último envolvido na operação Boca de Lobo, a que também atingiu Pezão, a ser liberado pela Justiça. Monnerat deverá ser solto nas próximas horas.

  • Justiça afasta vice-prefeito e vereador de Casimiro envolvidos em pagamento de propinas

    O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro obteve na Justiça decisão que afasta das funções públicas Adair Abreu de Souza (vulgo ‘Kinha’), atual vice-prefeito de Casimiro de Abreu, e Ademilson Amaral da Silva (‘Bitó’), vereador do mesmo município. Ambos também ficam impedidos de acessar as dependências da casa legislativa. A decisão foi proferida pela desembargadora Katya Maria de Paula Menezes Monnerat, no dia 4 de dezembro.

  • MPF pede que prefeito de São Gonçalo seja condenado por omissão no combate a dengue

    O Ministério Público Federal (MPF) pediu ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) que Dr. José Luiz Nanci e Henry Charles, atual e ex-prefeito de São Gonçalo (RJ), e o ex-presidente da Fundação Municipal de Saúde Luiz Antônio Martins tenham pena mais ampla por improbidades cometidas que agravaram a epidemia local de dengue no verão de 2002. Em 2015, a 2ª Vara Federal de São Gonçalo os condenou a pagar multas calculadas sobre seus salários em 2001/2002 e suspendeu os direitos políticos de Charles e Martins por três anos e os proibiu de contratar o poder público e receber seus benefícios nesse período (Nanci foi o antecessor de Martins na presidência da FMS).

  • JUDICIÁRIO NA MIRA. PF assina acordo de delação com Sergio Cabral

    A Polícia Federal assinou acordo de delação premiada com o ex-governador do Rio Sérgio Cabral e enviou o material para homologação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin. Pelo acordo, mantido sob sigilo, o ex-governador se comprometeu a devolver R$ 380 milhões da propina recebida por ele nos últimos anos. A delação, porém, só terá validade caso seja homologada pelo STF. A informação é de Aguirre Talento e Bela Megale, de O GLOBO.

  • Rio abraça Lula no Circo Voador

    Na próxima quarta-feira, 18, o ex-presidente Lula vem ao Rio para um encontro, no Circo Voador, com artistas e intelectuais. É sua primeira vinda á cidade depois da prisão. O cientista político Emir Sader, um dos organizadores do ato, acredita que o encontro marcará a retomada do protagonismo das forças democráticas no país.

  • Após trapalhada do TRF-2, ex-deputados voltam à prisão

    Após inacreditável trapalhada do TRF-2, os ex-deputados fluminenses Paulo Melo e Edson Albertassi já estão de volta à Bangu 8. Deram entrada no sistema prisional, hoje, pouco antes das 9h da manhã.

  • TRF-2 manda soltar Paulo Melo e Edson Albertassi

    O TRF-2 decidiu agora há pouco soltar os ex-deputados Edson Albertassi e Paulo Melo. A decisão foi do desembargador Paulo do Espírito Santo.

  • Vereador Brizola se isola no Psol após conceder moção a ditador coreano

    O ditador norte-coreano Kim Jong-um se transformou no pivô de um racha entre o vereador Leonel Brizola (neto do ex-governador) e os dirigentes do seu próprio partido, o PSOL. Isoladamente, Brizola resolveu homenagear Kim através de uma moção pública entregue ao embaixador norte-coreano em Brasília. A iniciativa causou polêmica e provocou repulsa dos principais dirigentes psolistas.

  • O CONTRÁRIO DA IMPUNIDADE NÃO É O ARBÍTRIO

    Após um lamentável vale-tudo, durante a qual ordens de prisão sem a mínima razoabilidade passaram a ser proferidas país a fora num mimetismo dos movimentos autoritários do ex-juiz Sérgio Moro, o Judiciário brasileiro está voltando aos trilhos da institucionalidade. O habeas corpus concedido pelo STJ ao ex-governador Pezão é sinal inequívoco de que estamos deixando para trás os justiçamentos promovidos para atender ao clamor popular, ainda que em desfavor do estado democrático de direito.

  • Paulo Melo vai para o regime semiaberto

    O juiz da Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro, Rafael Estrela, concedeu a Paulo Melo o direito de que ele cumpra o restante de sua pena no regime semiaberto.

  • URGENTE!!!PEZÃO SOLTO. SEXTA TURMA DO STJ CONCEDE HABEAS CORPUS

    Por três votos a zero, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandou soltar nesta terça-feira (10) o ex-governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão. Dois dos cinco ministros da turma não votaram porque se declararam impedidos.

  • Com o menor crescimento econômico do país, PIB per capita do Rio já é menor do que o de SC

    Estado com menor crescimento econômico acumulado nas últimas duas décadas, o Rio de Janeiro corre o risco de perder para Santa Catarina sua posição como terceiro maior PIB per capita do país. Embora os números oficiais estejam previstos para serem divulgados apenas no ano que vem, projeção do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas indica que desde o ano passado os catarinenses já estão mais “ricos” do que os fluminenses pelo critério do Produto Interno Bruto por habitante.A informação é do Valor Econômico.

  • Com o menor crescimento econômico do país, PIB per capita do Rio já é menor do que o de SC

    Estado com menor crescimento econômico acumulado nas últimas duas décadas, o Rio de Janeiro corre o risco de perder para Santa Catarina sua posição como terceiro maior PIB per capita do país. Embora os números oficiais estejam previstos para serem divulgados apenas no ano que vem, projeção do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas indica que desde o ano passado os catarinenses já estão mais “ricos” do que os fluminenses pelo critério do Produto Interno Bruto por habitante.A informação é do Valor Econômico.

  • Amaerj emite nota esclarecendo posição de juíza

  • Em delação, chefão da Fetranspor parte pra cima do Judiciário para se livrar da prisão

    O ex-presidente da Fetranspor Lélis Teixeira afirmou, em sua delação premiada , que a juíza Roseli Nalin, da 5ª Vara de Fazenda Pública do Rio de Janeiro, deu uma decisão favorável aos empresários de ônibus após ele ter pagado R$ 1,6 milhão ao ex-marido dela, por serviços advocatícios, e ter ouvido dele que a decisão dela seria favorável ao setor de ônibus. A juíza negou os fatos. A informação é de Guilherme Amado, da revista Época.

  • Com direito a show de Ivete, Sergio Bermudes celebra 50 anos de seu escritório em festança no Copa

    Os salões do Copacabana Palace foram ocupados na noite de sexta,06, por um seleto grupo de convidados, entre os quais ministros de tribunais superiores, desembargadores, juízes, empresários, políticos e os mais importantes e renomados advogados brasileiros. Esta plêiade de ilustres operadores do direito estava ali para celebrar os 50 anos do mais prestigioso escritório de advocacia do país, a banca comandada por Sérgio Bermudes. A festa atravessou a madrugada com direito a um eletrizante show de Ivete Sangalo. Habitualmente circunspecto, o septuagenário Bermudes deu mostras de empolgação com o balanço de 'Veveta".

  • MP denuncia Timor, ex-prefeito de Japeri

    O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro denunciou o ex-prefeito de Japeri Timor dos Santos pela prática de crimes de corrupção. Dois ex-vereadores também foram denunciados. Segundo a denúncia, ‘Timor’ pagou propina em dinheiro a José Alves do Espírito Santo (“Zé Ademar”), ex-vereador e presidente da Câmara Municipal de Japeri à época, e a José Valter de Macedo ("Val"), também ex-vereador. Em troca teria exigido a prática ou omissão de atos de ofício no exercício da vereança, com apoio político amplo, irrestrito e incondicionado.

  • "Minha missão é lutar pela independência do Judiciário", afirma Renata Gil, presidente da AMB

    “Minha tarefa é fortalecer e garantir a independência do poder do Judiciário”. A frase é da nova presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a juíza carioca Renata Gil, que toma posse na próxima quarta-feira, 11. Após ter vencido a eleição com 80% dos votos em todo o país, Renata se consagra como uma das mais fortes lideranças do Judiciário brasileiro. Em entrevista ao Jogo do Poder, que vai ao ar neste domingo, às 23h15, pela REDE CNT, ela fala sobre o papel dos magistrados no combate à corrupção; critica a proposta de criação de uma CPI para investigar o STF; e faz elogios ao ministro Sérgio Moro

  • Insatisfeito com salário, Witzel quer advogar para aumentar rendimento

    Wilson Witzel tem se queixado do contracheque que recebe como governador do Rio. O ex-juiz reclamou a interlocutores da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) sobre a lei que proíbe chefes do poder Executivo e membros da mesa do poder Legislativo de atuarem como advogados. A informação é de Bela Megale, de O GLOBO.

  • Desembargador censura site. ABI protesta

  • Prefeito alega inocência e diz que recorre no cargo

  • ROGÉRIO LISBOA CASSADO PELO TRE. NOVA IGUAÇU PODE TER NOVAS ELEIÇÕES EM 90 DIAS

    Nova Iguaçiu pode ter novas eleições nos próximos 90 dias. Em um placar apertado, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro decidiu cassar a chapa que levou Rogério Lisboa (PL) à Prefeitura de Nova Iguaçu em 2016.Foram 4 votos a 3 mantendo a sentença de primeira instância. Como não houve unanimidade, o prefeito pode recorrer a embargos de declaração.

  • CNJ AFASTA POR DOIS ANOS JUIZ QUE PRENDEU GAROTINHO E INSULTOU GILMAR MENDES

    O CNJ condenou o juiz Glaucenir de Oliveira, de Campos dos Goytacazes, a pena de afastamento das funções durante dois anos por ter acusado, sem provas, o Ministro Gilmar Mendes de receber propina para soltar o ex-governador Anthony Garotinho. A disponibilidade, que afasta o magistrado da função com vencimentos proporcionais, impõe outros efeitos. É a segunda sanção mais grave prevista na Lei Orgânica da Magistratura Nacional (Loman), abaixo da aposentadoria compulsória com proventos proporcionais ao tempo de serviço.

  • TOFOLLI PEDE PUNIÇÃO EXEMPLAR PARA JUIZ DE CAMPOS QUE INSULTOU GILMAR MENDES

    O CNJ começou há pouco a julgar processo administrativo contra o juiz Glaucenir de Oliveira, que, num áudio pelo WhatsApp espalhado no final de 2017, insultou publicamente Gilmar Mendes, acusando-o sem provas de receber propina para soltar Anthony Garotinho. Em seu voto, Dias Toffoli defendeu punição dura para o caso, como aposentadoria compulsória — na Justiça, Glaucenir já foi condenado a indenizar o ministro.

  • Em São Gonçalo, Vice denuncia Prefeito ao MP por contrato de R$ 10 milhões para limpeza

    Ricardo Pericar (PSL), vice-prefeito de São Gonçalo — na Região Metropolitana do Rio —, entregou uma denúncia ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontando irregularidades num contrato da prefeitura com uma empresa de limpeza, por R$ 10 milhões. A empresa, segundo ele, não tem sequer equipamentos para trabalhar. O contrato foi firmado em outubro de 2018. Naquela época, diz, a empresa sequer tinha sede na cidade e precisou se alojar na prefeitura.

  • Eduardo Cunha alega aneurisma para tentar sair da prisão

    O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, apresentou pedido à Justiça do Rio para cumprir em regime domiciliar o restante da pena imposta pela Lava Jato. A defesa alega que o ex-parlamentar apresenta um quadro de aneurisma cerebral.Atualmente, Cunha se encontra detido no presídio de Bangu 8, após ser transferido em maio do Complexo Médico Penal de Pinhais, no Paraná, onde estava preso pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

  • Doria convida Max Lemos para se filiar ao PSDB

    O governador de São Paulo, João Doria, fez convite público ao deputado Max Lemos (MDB) para se filiar ao PSDB. Max foi o único deputado estadual presente ao ato de filiação de Gustavo Bebiano, neste domingo, 1, no Rio. Os dois parlamentares eleitos pela legenda – Luiz Paulo da Rocha e Lucinha – romperam com a direção após o empresário Paulo Marinho ter assumido a presidência do Diretório Regional.

  • Em festa no Rio, Doria anuncia virada do PSDB com a filiação de Bebiano

    Em cerimônia com participação do governador João Doria, o ex-ministro Gustavo Bebiano se filiou hoje ao PSDB, prometendo contribuir para fazer o partido força decisiva na política carioca. Por ter sido peça-chave da campanha de Bolsonaro, Bebiano teve seu passe valorizado pelo governador de São Paulo, num movimento que passa a ideia de que está conseguindo sangrar importantes quadros políticos do bolsonarismo, dada a radicalização do presidente.

  • PT E PSOL SE JUNTAM PARA HOMENAGEAR LULA NA ALERJ

    A Alerj vota na próxima quarta-feira, 4, a concessão do diploma Ulysses Guimarães ao ex-presidente Lula. A iniciativa é dos três deputados do PT (André Ceciliano, Zeidan Lula e Waldeck Carneiro) e de quatro dos cinco do PSOL ( Renata Souza, Mônica Francisco, Dani Monteiro e Eliomar Coelho). Apenas o líder Flávio Serrafini não participou da proposição.

  • Ex-secretário de Pezão, Monnerat não foi solto

    Diferentemente do que fora noticiado nesta semana, o ex-secretário de Governo de Luiz Fernando Pezão, Affonso Henriques Monnerat, não foi solto.

  • Família de Pezão espera que o STJ julgue recursos ainda este ano

    A família do ex-governador Luiz Fernando Pezão aguarda ainda para este ano o julgamento de recurso no STJ contra a prisão preventiva decretada pelo juiz Marcelo Bretas. Retirado com espalhafato do Palácio Guanabara pelas forças de segurança, Pezou completou um ano na cadeia sem que tenha sido sequer ouvido. O primeiro depoimento está marcado para janeiro.

  • Com bolo de Tia Surica, Paes faz 50 anos

  • Racha no PSL do Rio pode complicar aprovação do Orçamento de 2020

    O racha entre bolsonaristas e bivaristas no PSL do Rio de Janeiro chegou a um outro nível no Legislativo do estado. Sai no Diário Oficial desta quinta-feira a troca do presidente das comissões de Orçamento e de Esportes de Alto Rendimento, Rodrigo Amorim (PSL).A mudança foi um pedido do líder do PSL na Assembleia Legislativa, Dr. Serginho, bolsonarista de primeira hora. A informação é da coluna Radar, de Veja.

  • CNJ retoma julgamento do juiz de Campos que insultou o Ministro Gilmar Mendes

    O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), pautou para o dia 3 de dezembro a retomada do julgamento do processo administrativo disciplinar contra o juiz de Campos dos Goytacazes (RJ), Glaucenir Silva de Oliveira. Glaucenir acusou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes de receber “mala grande” de dinheiro para conceder liberdade aos ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho, no âmbito da Operação Caixa D’Água. O juiz também prendeu à época o ex-governador no caso da operação Chequinho.

  • Adiado o julgamento do prefeito Rogério Lisboa no TRE

  • Vinicius Farah leva Eduardo Eugênio à Câmara para discutir situação dos municípios

    Convocada pelo deputado Vinicius Farah (MDB-RJ), foi realizada hoje audiência pública da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados com a participação do presidente da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira. Ele detalhou o Índice Firjan de Gestão Fiscal 2019, que traz um retrato da situação financeira de 5.337 cidades brasileiras. Uma amostra de 95% de um total de 5.570 municípios do país (95%).

  • Ministro Barroso será homenageado no Rio

  • TRF-2 suspende ação penal da operação Furna da Onça até julgamento de recursos

    Cumprindo decisão liminar do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o desembargador federal Abel Gomes, do TRF2, enviou na terça-feira, 26/11, ofício à 7ª Vara Federal Criminal, comunicando a suspensão da ação penal da Operação Furna da Onça. A ordem vale até o julgamento dos embargos de declaração apresentados no TRF2 por três dos parlamentares acusados de participar do esquema de corrupção na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

  • TRF-2 decide soltar Affonso Monnerat, ex-secretário de Pezão

  • REPÚBLICA DA TOGA Witzel quer lançar juíza à Prefeitura do Rio

    O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), confidenciou a deputados estaduais aliados que deseja apoiar a candidatura de uma magistrada na disputa pela sucessão do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) em 2020 . Seu nome preferido atualmente é o da juíza Glória Heloíza Lima da Silva , recentemente nomeada desembargadora no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ). A informação é de Thiago Prado, de O GLOBO.

  • Novo presidente da Amaerj pede mais união entre os juízes do Rio

    Com 484 votos (57%),o juiz Felipe Gonçalves foi eleito o presidente da AMAERJ para o biênio 2020/2021. Ao total, 868 associados votaram. A Chapa 2 “Ação e Participação”, liderada pelo juiz Paulo Feijó, recebeu 369 votos. No discurso após o anúncio oficial do resultado, o presidente eleito da AMAERJ, Felipe Gonçalves, agradeceu a confiança dos magistrados fluminenses e conclamou a união da classe. “A partir de agora não tem mais Chapa 1 e Chapa 2, somos uma só classe. O mote do nosso grupo tem que ser a união. Vejo que a sociedade, muitas vezes, não reconhece mais o valor que o juiz merece. Durante estes dois anos de gestão, vamos lutar para que todos os juízes voltem a ter seu valor reconhecido”, afirmou.

  • TRE julga a cassação do mandato do prefeito Rogério Lisboa

    O destino de Nova Iguaçu está nas mãos dos integrantes do Tribunal Regional Eleitoral, que julgam hoje recurso do prefeito Rogério Lisboa contra a condenação com cassação de diploma e anulação dos votos por crimes de captação e gasto ilícito de recursos financeiros com uso indevido dos meios de comunicação na campanha de 2016. A decisão inicial é da juíza Maria Izabel Holanda, da 27ª Zona Eleitoral. Se o TRE confirmar a condenação, Rogério terá de deixar o cargo e o Tribunal em 40 dias convocará novas eleições. Segundo a legislação, decisão da Justiça Eleitoral que importe indeferimento do registro ou a cassação do diploma (caso de Rogério Lisboa) acarreta a realização de novas eleições.

  • Dória estende tapete vermelho para receber Gustavo Bebiano

    O governador João Dória será o anfitrião-maior do ex-ministro Gustavo Bebiano na festa de sua filiação ao PSDB. O evento, agendado para sábado dia 1, no hotel Prodigy, ao lado do Aeroporto Santos Dumont, marca o ingresso de mais um dos precursores da campanha do presidente Jair Bolsonaro no ninho tucano.

  • NOVO pega carona na vitória do Flamengo para promover seu candidato à prefeitura do Rio

    O partido Novo está pegando carona na vitória do Flamengo para promover seu candidato à Prefeitura do Rio, o empresário Fred Luz. Em textos nas redes sociais, o Novo evoca a passagem de Fred pela diretoria-geral do clube, entre 2014 e 2018, como decisiva para recuperação das finanças rubro-negras.

  • EM CONVERSA COM LULA, FREIXO AVANÇA NA ALIANÇA COM O PT PARA DISPUTAR A PREFEITURA DO RIO

    A construção de uma frente ampla de esquerda para as disputas municipais de 2020 teve um movimento importante nesta manhã, com a visita do deputado Marcelo Freixo (Psol-RJ) ao ex-presidente Lula, no Instituto Lula. Freixo deve disputar a prefeitura do Rio de Janeiro no ano que vem contra o atual prefeito, Marcelo Crivela, e seu antecessor, Eduardo Paes. O que se tenta construir no Rio é uma aliança que contemple não apenas Psol e PT, mas também partidos como PCdoB e PDT em torno de sua candidatura. A informação é do Brasil 247.

  • PEZÃO COMPLETA UM ANO PRESO PREVENTIVAMENTE E NÃO FOI SEQUER OUVIDO

    Na próxima sexta-feira, 29, o ex-governador Luiz Fernando Pezão completa um ano preso preventivamente. Até agora, ele não foi sequer ouvido; não teve oportunidade de apresentar a sua versão sobre os fatos. O juiz Marcelo Bretas agendou para final de Janeiro o primeiro depoimento. Pesa contra ele, a delação do criminoso confesso Carlos Miranda, operador do ex-governador Sérgio Cabral. Miranda dissera que Pezão era beneficiário de uma mesada de R$ 150 mil/mês.

  • Ceciliano e Moura afinados até no prognóstico da partida: 3 a 1 para o Mengão.

  • Delação de Lelis Teixeira deve provocar operação para prender vereadores

    Uma operação para prender vereadores envolvidos na delação do empresário Lelis Teixeira, o chefão da Fetranspor, estaria sendo preparada para os próximos dias. A informação é do colunista Guilherme Amado, da revista Época, e deixou em apreensão máxima os edis supostamente envolvidos no caso. A nota estabelece comparação com a operação Cadeia Velha, na qual vários deputados foram presos, por conta também de uma delação.

  • PÂNICO NA CÂMARA DO RIO COM A POSSIBILIDADE DE OPERAÇÃO PARA PRENDER VEREADORES DELATADOS PELO CHEFÃO DA FETRANSPOR

    Uma operação para prender vereadores envolvidos na delação do empresário Lelis Teixeira, o chefão da Fetranspor, estaria sendo preparada para os próximos dias. A informação é do colunista Guilherme Amado, da revista Época, e deixou em apreensão máxima os edis supostamente envolvidos no caso. A nota estabelece comparação com a operação Cadeia Velha, na qual vários deputados foram presos, por conta também de uma delação.

  • EM DEFESA DO PAI, CLARISSA VAI PRA CIMA DE DELTAN E PEDE SUA CONDENAÇÃO

    Em resposta a críticas à prescrição da pena de seu pai, o ex-governador Garotinho, a deputada federal Clarissa pediu a condenação do procurador Deltan Dallagnol em postagem no twitter. Mais cedo, Deltan, referindo-se a Garotinho, afirmou que o ação penal não precisou nem chegar à quarta instância; prescrevendo na terceira. Clarissa contra-atacou afirmando que quando chegar a vez de o procurador ser julgado que não haja prescrição mas sim condenação.

  • EM CRISE, O GLOBO DEMITE 37 JORNALISTAS

    Parece não ter fim a crise porque passa a editora GLOBO, a parte do conglomerado voltada a publicações impressas entre as quais O GLOBO, O Extra, O Valor Econômico e a revista Época. Nesta semana, 37 jornalistas foram demitidos, trazendo apreensão entre os profissionais da empresa, pois há informações de que este número pode aumentar nos próximos dias, em continuidade ao brutal enxugamento da empresa.

  • Rio finalmente reconhece o marinheiro João Cândido como um de seus heróis

    O governador Wilson Witzel sancionou ontem lei do deputado André Ceciliano, que inscreve o nome do marinheiro negro João Cândido Felisberto no Livro dos Herois e Heroinas do Estado do Rio de Janeiro. O "Almirante Negro" foi líder da chamada "Revolta da Chibata", no início do século XX. O Livro dos Heróis do Estado do Rio de Janeiro, aberto à visitação na Alerj, se destina à inscrição de pessoas ilustres, mortas há mais de 50 anos, que tenham - por seus atos - contribuído para a defesa, o progresso ou desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro, do Brasil ou da Humanidade. O projeto tem coautoria do deputado Waldeck Carneiro.

  • Secretaria de Agricultura vai estabelecer metas para o setor

  • TJ condena Light a indenizar consumidora

  • Ministra do STJ afirma que TRF-2 foi inidôneo ao majorar pena de Garotinho e anula a condenação

    A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Laurita Vaz reconheceu a prescrição de uma condenação do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho pelo crime de formação de quadrilha. Disse também que a decisão do TRF-2 de majorar a pena do ex-governador fora inidônea. A decisão é da semana passada e foi publicada nesta terça-feira (19).Segundo a ministra, a demora do Tribunal Regional Federal da Segunda Região (TRF-2) em julgar o recurso do ex-governador levou à impossibilidade de ele ser punido em razão do tempo decorrido do fato.

  • ALERJ AVANÇA PARA CORRIGIR LEI QUE TEM FECHADO ACADEMIAS EM CONDOMÍNIOS

    A Alerj rejeitou nesta terça-feira, 19, as emendas que distorciam o projeto de lei do deputado Coronel Salema, que visa a flexibilizar a obrigatoriedade da contratação de professores de educação física em academias de condomínios. A decisão corrobora parecer da Comissão de Constituição e Justiça que também rejeitara as modificações. A exigência de contratação de profissionais de educação física tem fechado inúmeras academias em condomínios de todo o estado e contribuído para aumentar o sedentarismo. O projeto voltará ao plenário para a segunda votação.

  • PF PRENDE MYRA, A CAMPISTA QUE ARREBATOU O CORAÇÃO DO DOLEIRO DOS DOLEIROS

    De tradicional família de políticos de Campos dos Goyrtacazes, Myra de Oliveira Athayde, namorada do doleiro Dario Messer, foi presa nesta terça-feira (19) na Operação Patrón, desdobramento da Lava Jato no Rio. A Polícia Federal só conseguiu prender Messer em julho por meio de uma investigação que indicava encontros entre os dois no Paraguai. Myra é filha de um ex-vereador de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, e de uma ex-deputada federal, Alcione Athayde.A mãe da namorada de Messer também já foi presa, em 2008, dentro de uma investigação da Polícia Civil do Rio sobre fraudes na saúde. Alcione é prima de Anthony Garotinho e foi subsecretária de Saúde do Estado.

  • Witzel e Bivar vão se reunir para discutir aliança eleitoral

    A cúpula nacional do PSL vai se reunir nesta semana com o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), para conversarem sobre as eleições municipais de 2020. A iniciativa é do presidente Luciano Bivar, que deseja ter nas fileiras do partido o governador do Rio, cujo nome tem sido lembrado como provável candidato à sucessão de Jair Bolsonaro. Também participará do encontro, o deputado federal Júnior Bozzella (PSL-SP), membro do diretório nacional do partido.

  • PARA ESCAPAR DA PRISÃO, CHEFÃO DA FETRANSPOR DELATA VEREADORES QUE RECEBIAM PROPINA

    Para escapar da prisão, o empresário Lélis Teixeira, agora corruptor confesso, revelou em delação premiada os nomes de 13 vereadores que supostamente recebiam propinas da Fetranspor. O ex-dirigente da instituição afirma também que gastava cerca de R4$ 400 mil por mês para controlar o voto dos edis em questões de interesse dos empresários de ônibus. A informação é do colunista Lauro Jardim

  • Juíza do Rio assume presidência da Associação dos Magistrados do Brasil

    Pela primeira vez em sua história a AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) será dirigida por uma mulher. A magistrada fluminense Renata Gil foi eleita nesta sexta-feira (8) a presidente da entidade nacional para o triênio 2020/2022. A Chapa 2 “AMB+Forte – Uma Só Magistratura” recebeu 6.584 votos (79,3%), recorde histórico das eleições da AMB. Renata Gil preside a AMAERJ. Está em seu segundo mandato consecutivo.

  • ALERJ VAI AO STF PARA RIO COBRAR ICMS DO PETRÓLEO

    A Procuradoria da Alerj, por determinação do presidente André Ceciliano, deu entrada, na última sexta-feira (08/11), em uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) com o objetivo de permitir a cobrança de ICMS na extração de petróleo no estado. A ADI 6250, sob relatoria do ministro Celso de Mello, questiona a emenda 33/2001, que alterou o artigo 155 da Constituição Federal e determinou a cobrança do ICMS apenas no estado onde os derivados de petróleo são consumidos, e não na produção.Segundo estimativas, a medida poderia gerar cerca de R$ 14 bilhões em arrecadação de ICMS por ano.

  • MP denuncia promotor envolvido em esquema da Fetranspor

    O subprocurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, Ricardo Ribeiro Martins, denunciou por organização criminosa e corrupção passiva o promotor Flávio Bonazza de Assis, acusado de receber propina dos empresários de ônibus em troca de vazar informações e arquivar investigações do setor, a mando da Fetranspor. Nesta quinta-feira, Bonazza de Assis se aposentou, mas a denúncia foi apresentada no dia 12 de novembro, terça-feira.

  • TRE pune dono de rádio, político e pastor por abuso de poder econômico

    Em decisão unânime do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE/RJ), o Ministério Público Eleitoral obteve nesta quarta-feira (13) a cassação do suplente eleito de deputado estadual no Rio de Janeiro Jessé Júnior (PHS). O TRE ainda declarou a inelegibilidade até 2026 do político, do empresário João Carlos Rabello (Rádio Nova Onda FM), do radialista Alex Miller Peres da Silva e do pastor Henderson Fernandes. Eles foram condenados por uso indevido de meio de comunicação (Nova Onda FM) e abuso de poder econômico e religioso.

  • Bretas será homenageado na Assembléia

  • Após 10 afastamentos, André Granado volta à Prefeitura de Búzios

    André Granado (MDB) reassumiu nesta quarta-feira (13) a Prefeitura de Armação dos Búzios, na Região dos Lagos. O retorno do prefeito foi determinado pela Justiça.Desde que foi reeleito em 2016, o prefeito saiu e voltou ao cargo 10 vezes.

  • Em Itatiaia, Porquinho engorda e tem os bens bloqueados

    O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Resende, obteve decisão favorável à ação civil pública que requereu o bloqueio dos bens do ex-vereador de Itatiaia Jair Balbino, o Jair Porquinho, de sua ex-esposa e de quatro empresas, acusados de improbidade administrativa. De acordo com a ACP, o ex-vereador enriqueceu ilicitamente às custas do erário, e enquanto sua ex-esposa usufruiu de suas ações como beneficiária, havendo indicação de alguns bens em seu nome, as pessoas jurídicas foram usadas para ocultarem seus bens.

  • Deputados prorrogam Fundo de Combate à Pobreza até 2023

    O Fundo Estadual de Combate à Pobreza (FECP), cuja validade termina este ano, será prorrogado até 2023, quando deve terminar o Regime de Recuperação Fiscal (RRF). Esse é o objetivo do projeto de lei 1.553/19, do Poder Executivo, que foi aprovado em discussão única pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) nesta terça-feira (12/11). A medida será encaminhada ao governador Wilson Witzel, que terá até 15 dias úteis para sancioná-la ou vetá-la.

  • Estado de calamidade pública é prorrogado por mais um ano

    Será estendido até 31 de dezembro de 2020 o estado de calamidade pública no âmbito da administração financeira do Estado do Rio de Janeiro. É o que define o projeto de lei 1.552/19, do Poder Executivo, que foi aprovado em discussão única pela Assembleia Legislativa (Alerj), nesta terça-feira (12/11). O texto seguirá para o governador Wilson Witzel, que terá até 15 dias úteis para sancioná-lo.

  • Polícia Civil e MP fazem operação para prender suspeitos de fraudar licitação no governo de Pezão

    Polícia Civil, em ação conjunta com Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) e a Controladoria-Geral do Estado (CGE), realizaram, nesta terça-feira (12), operação para prender uma quadrilha suspeita de fraudar uma licitação de R$ 10,6 milhões para o fornecimento de papel para a Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão. O certame investigado aconteceu em 2016, durante o governo Pezão.

  • COM APOIO DE WITZEL, ALERJ APROVA AS CONTAS DE PEZÃO

    A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, por 34 votos favoráveis, 30 contrários e uma abstenção as contas do ex-governador Pezão referentes ao ano de 2018 (projeto de decreto legislativo 18/19). A matéria foi votada em discussão única nesta quarta-feira (12/11) e será promulgada pelo presidente da Casa e publicada no Diário Oficial do Legislativo nos próximos dias.

  • Radicais de direita atentam contra democracia e pedem fechamento do STF em manifestação em São Conrado

    Inconformados, grupos radicais de direita fazem manifestação neste momento en São Conrado, en frente à residência do presidente Câmara, Rodrigo Maia. Com discursos inflamados, pedem o fechamento do STF e disparam críticas aos ministros Gilmar Mendes e Dias Toffoli. O grupo, de cerca de 200 pessoas, defende Bolsonaro e dispara contra a Lula. Criticam também Rodrigo Maia e pedem que o Congresso altere a Constituição, tornando obrigatório o cumprimento da pena após decisão de segunda instância.

  • Rodrigo fecha acordo com Witzel: DEM vai ocupar Secretaria de Obras

    Finalmente a novela evolvendo o DEM e o governador Wilson Witzel (PSC) chega ao fim. Será publicada nesta sexta-feira, no Diário Oficial, a nomeação de Bruno Kazuhiro como novo secretário estadual de Infraestrutura e Obras. Ele é presidente da Juventude do DEM e assessor do vereador Cesar Maia. A informação é de Cássio Bruno, de O Dia.

  • PETRÓLEO FAZ EXPORTAÇÃO DISPARAR NO RIO MAS ESTADO TEM POUCO A COMEMORAR

    O Rio de Janeiro subiu ao segundo lugar no ranking de maiores estados exportadores no país em 2018, superando Minas Gerais e ficando atrás apenas de São Paulo. Respondeu por US$ 30 bilhões ou 12,7% das vendas de todo o Brasil para o exterior, que somaram US$ 239 bilhões. Em 2004, o estado fluminense figurava em quinta posição, tendo oscilado entre a quarta e a terceira colocações pelos 13 anos seguintes. Contudo o Estado do Rio tem pouco a comemorar: a lei Kandir, do governo federal, isenta exportações deste tipo de cobrança de ICMs pelos governos estaduais, trazendo uma situação profundamente injusta para os estados exportadores, especialmente o Rio de Janeiro por conta do aumento do volume de exportação de petróleo do pré-sal.

  • RIO PERDE R$ 130 MILHÕES/MÊS. ALERJ DEVE REDUZIR ICMS DO ETANOL PARA EVITAR SONEGAÇÃO

    Aproximadamente 150 carretas de etanol entram clandestinamente no Estado do Rio, trazendo um prejuízo aos cofres públicos de cerca de 130 milhões/mês em ICMs sonegado. Hoje, de acordo com técnicos da Fazenda e tributaristas especializados em combustível, este é o maior “ralo” fiscal do Rio, por onde se esvai boa parte da arrecadação tributária. A sonegação disparou após o aumento da alíquota de ICMs do etanol de 24% para 32%, verificado em janeiro deste ano. Nos próximos dias, a Alerj vai votar projeto do Governo do Estado, reduzindo a alíquota novamente a 24%.

  • Witzel viaja para Londres, onde participa de feira de turismo

    O governador Wilson Witzel viaja para Londres na noite desta sexta-feira para participar da abertura e inauguração do estande do Estado do Rio de Janeiro, no World Travel Market London (WTM), uma das mais importantes feiras de turismo do mundo. O objetivo, segundo o governo, será atrair mais investimentos e aumentar o fluxo de turistas no estado. Esta será a sétima viagem internacional oficial do governador.

  • GILMAR MENDES MANDA SOLTAR GAROTINHO E ROSINHA

    O ministro Gilmar Mendes do STF acaba de conceder habeas corpus aos ex-governadores Garotinho e Rosinha. Impôs medidas cautelares como a proibição de contato com testemunhas e apreensão do passaporte. Os ex-governadores devem ser soltos ainda hoje.

  • MINISTRO DO STJ NEGA LIBERDADE A GAROTINHO E ROSINHA

    O ministro Leopoldo Raposo, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou na noite desta quarta-feira (30) conceder liberdade aos ex-governadores do Rio de Janeiro Anthony Garotinho e Rosinha Matheus.

  • Marido de testemunha contra Garotinho presta serviço ao principal adversário do ex-governador, o prefeito Rafael Diniz

    Um indício de que o ex-governador Garotinho, ao ser novamente preso, pode ter sido vítima de uma trama política planejada por seus adversários é encontrado na folha de pagamentos da Prefeitura de Campos dos Goytacazes. Administrada por um arqui-inimigo, o prefeito Rafael Diniz, Campos tem entre seus prestadores de serviço o marido da principal testemunha contra Garotinho, Elizabeth Gonçalves do Santos. Com salário de R$ 4,2 mil, Marcos Antoine Fernandes Sales foi quem incialmente disse ter sofrido ameaças na cidade.

  • FIM DE LINHA. BOLSONARO ROMPE DE VEZ COM WITZEL

    Deteriorou de vez a relação entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador Wilson Witzel. O presidente atribuiu ao governador o vazamento da informação de que um dos acusados da morte da vereadora Marielle Franco estivera em seu condomínio na Barra da Tijuca no dia do crime e que teria dito ao porteiro que iria a sua casa. Naquele dia, Bolsonaro estava em Brasília. Para Bolsonaro, os vazamentos noticiados pelo Jornal Nacional fazem parte da estratégia política de Witzel de enfraquecê-lo, pois pretende também disputar a sucessão presidencial em 2022. - Por que essa sede pelo poder Witzel. Seu objetivo é destruir a família Bolsonaro. Ele se elegeu colado com meu filho Flávio e depois virou nosso inimigo – afirmou o presidente em live no facebook nesta madrugada.

  • PRESO MAIS UMA VEZ POR ACUSAÇÕES INCONSISTENTES, GAROTINHO DESABAFA: "ESTOU SENDO PERSEGUIDO".

    Em entrevista após ser preso nesta quarta-feira (30), o ex-governador Anthony Garotinho afirmou que está sendo perseguido politicamente e que a decisão que suspendeu seu habeas corpus e o da ex-governadora Rosinha Matheus não se sustenta. É a quinta vez que Garotinho é preso, e a terceira de Rosinha.“Olha, eu preciso saber quando essa perseguição vai terminar. Porque este ato, essa decisão tomada ontem [terça], é completamente desprovida de qualquer fundamento”, afirmou o ex-governador na sede da Polícia Interestadual (Polinter), na Zona Norte do Rio.

  • Alerj começa a discutir Orçamento do Estado para 2020. Déficit previsto: R$ 10 bilhões

    Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) começa a discutir, nesta terça (29), o Plano Plurianual 2020-2023 e a Lei Orçamentária Anual de 2020, que prevê déficit de R$ 10,7 bilhões. O processo legislativo contará com discussão prévia sobre os temas e, após superada a etapa, os deputados poderão propor emendas de quinta-feira (31) até o dia 6 de novembro.

  • URGENTE. REI ARTUR É PRESO NOS ESTADOS UNIDOS

    O empresário Arthur Soares, conhecido como Rei Arthur, foi preso nesta sexta-feira em Miami, nos Estados Unidos. Ele estava foragido desde 2017 e constava da lista de procurados da Interpol.

  • TRF-2 SE RECUSA A EXPEDIR ALVARÁ DE SOLTURA DOS DEPUTADOS

    O Tribunal Regional Federal da 2ª Região se recusou a expedir alvará de soltura dos deputados estaduais cuja prisão fora revogada por decisão da Assembleia Legislativa, em julgamento determinado pela Ministra Carmem Lúcia do Supremo Tribunal Federal. Os mandados de prisão, contudo, foram recolhidos. Em documento divulgado no final da tarde, o desembargador Abel Gomes, relator da Lava Jato no Rio, afirmou que “cabe à Alerj dar cumprimento ao seu ato perante o local de custódia”. Este, contudo, não era seu entendimento em novembro de 2017, quando a Alerj revogara a prisão dos deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi. Na ocasião, a Casa expediu alvará de soltura, provocando indignação no TRF-2

  • Felipe Peixoto lidera pesquisa para prefeitura de Niterói

    Pesquisa realizada pelo Instituto Paraná, em Niterói, mostra folgada liderança do ex-deputado Felipe Peixoto na disputa pela prefeitura da cidade. Com 27,3%, ele é seguido com larga diferença pelo deputado Paulo Bagueira (10,3%). Embolados no segundo lugar estão Bruno Lessa e Flávio Serafini. Num terceiro patamar, outros quatro candidatos: Comte Bittencourt (6,3%), Carlos Jordy (5,2) Chico Dangelo (4,6) e Waldeck Carneiro (4,5%)

  • VOTO DO PSOL NA ALERJ TRAZ CONSTRANGIMENTO A DIRIGENTE NACIONAL DO PARTIDO

    O voto em bloco da bancada do PSOL contra a revogação da prisão dos cinco deputados estaduais presos por ordem flagrantemente inconstitucional do TRF-2 trouxe inquietação no próprio partido. Dirigente histórico do PSOL, com assento no diretório nacional, José Luiz Fevereiro fez dura crítica aos parlamentares psolistas nas redes sociais. Após afirmar que a Alerj acertou ao decidir pelo relaxamento da prisão, José Luiz se disse constrangido: “Foi com muito constrangimento que vi a bancada do meu partido, o PSOL, votar contra a sua libertação. Inexplicável e inaceitável. Simples assim”.

  • Alerj põe fim a ato inconstitucional do TRF-2 e revoga a prisão de 5 parlamentares

    Por 39 votos a 24, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) acaba de determinar a soltura de cinco deputados que estão presos pela Lava Jato.

  • ALERJ DEVE RESTABELECER AS PRERROGATIVAS DO PARLAMENTO, AVILTADAS PELO TRF-2

    A votação deve ser apertada, mas tudo indica que a Assembleia Legislativa do Rio vai aprovar nesta terça-feira a soltura dos cinco deputados que foram presos pela Justiça há quase um ano na Operação Furna da Onça. Nos bastidores da Alerj, calcula-se que haverá entre 39 e 43 votos favoráveis à libertação. Para a aprovação, são necessários 36, maioria absoluta (metade mais um de todos os parlamentares eleitos). O parecer de 12 páginas, assinado pelo relator deputado Rodrigo Bacellar (SDD), recomenda a libertação. Os parlamentares não deverão assumir seus mandatos e terão que abrir mão dos salários e dos gabinetes.

  • WADIH DAMOUS CONCLAMA ALERJ A NÃO SE INTIMIDAR NA DEFESA DAS PRERROGATIVAS DO PARLAMENTO

    O ex-presidente da OAB Wadih Damous divulgou hoje parecer em que conclama a Alerj a não se intimidar na defesa das prerrogativas do Parlamento, revogando a prisão inconstitucional dos deputados da operação Furna da Onça, decretada pelo TRF-2. Wadih apelou para que os parlamentares não hesitem diante de eventual clamor popular. “Nenhum temor ditado por impopularidade e/ou decorrente de clamores da chamada opinião pública deve intimidar a Casa Legislativa na defesa de prerrogativas que não pertencem a esse ou aquele parlamentar isoladamente, mas sim ao próprio Parlamento”.

  • CCJ da Alerj decide encaminhar pela revogação da prisão dos deputados

    Após quatro horas de reunião, os sete deputados membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Rio anunciaram que o o projeto de resolução que será apresentado amanhã, para votação em plenário, será pela libertação dos deputados presos André Corrêa (DEM), Luiz Martins (PDT) e Marcus Vinicius Neskau (PTB).

  • DECISÃO DA ALERJ PODE FORTALECER O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO

    Se a Alerj decidir amanhã revogar a prisão dos deputados presos na Operação Furna da Onça, não estará os absolvendo das graves acusações que lhe são imputadas. Sem exceção, todos continuarão a responder a ação penal, cujo resultado poderá levá-los novamente à cadeia. O que estará em jogo no plenário do Parlamento Fluminense nada tem a ver com o mérito das acusações, mas sim com a flagrante ilegalidade do ato de prisão decretado pelo TRF-2 num perigoso e nefasto arroubo autoritário.

  • COM 80% DOS VOTOS, JOÃOZINHO É O NOVO PRESIDENTE DO PT-RJ

    Com 80,5% dos votos, o atual chefe de gabinete da prefeitura de Maricá, João Maurício, foi eleito o novo presidente do PT fluminense, derrotando o ex-deputado federal Wadih Damous, que obteve apenas 19,5% dos votos. Dos 345 votos válidos no 7º Congresso Regional do PT, Joãozinho, como é conhecido o novo líder do partido no Rio, recebeu 278 sufrágios contra somente 67 do opositor. Após ter sido eleito, Joãozinho prometeu estimular movimentos e coletivos do partido para em conjunto definirem estratégias de ação política. Na convenção, foi reafirmado o caráter de oposição aos governos de Bolsonaro e de Witzel. Ao agradecer os militantes, Joãozinho afirmou que as alianças eleitorais em 2020 serão analisadas caso a caso, nos municípios, visando o fortalecimento do campo democrático e em oposição ao retrocesso e ao obscurantismo da direita.

  • Lindbergh reafirma compromisso de apoio à candidatura de Freixo

    Em nota nas redes sociais, o ex-senador Lindbergh Farias reafirmou o compromisso de apoio à candidatura de Marcelo Freixo (PSOL)) à prefeitura do Rio. A nota põe fim às especulações surgidas após postagem de foto em que ele e o ex-prefeito Eduardo Paes, provável candidato do DEM, aparecem tomando chopp num bar em Benfica. Segundo Lindbergh, ele e Eduardo Paes só concordam com a escolha do botequim.

  • Freixo nega que tenha ficado irritado com Lindbergh

  • ABEL GOMES NEGA QUE TENHA MUDADO DE ENTENDIMENTO SOBRE PRISÃO DE DEPUTADOS

    Em resposta à Agenda do Poder, o desembargador Abel Gomes, relator da Lava Jato no Rio, nega que tenha mudado o tom de suas declarações em relação à prisão dos deputados estaduais na Operação Furna da Onça. Segundo a nota, o fundamento da decisão colegiada por ele relatada mantém-se íntegro”. Ainda de acordo com a nota do TRF-2, Abel Gomes apenas acatou e cumpriu ordem da Ministra Carmem Lúcia ao solicitar que a Alerj resolva sobre a prisão.

  • Foto de Lindbergh e Paes num botequim em Benfica irrita Freixo

    Uma foto publicada há pouco nas redes sociais pode implodir a provável aliança entre o PT e o candidato do PSOL à Prefeitura do Rio, Marcelo Freixo. O registro de um encontro casual entre o senador Lindberg Farias e o ex-prefeito Eduardo Paes, hoje à tarde no Bar do Adonis, em Benfica, deu margem a especulações de que o PT poderia vir a apoiar o candidato do DEM

  • APÓS DECISÃO DO SUPREMO, DESEMBARGADOR MUDA ENTENDIMENTO SOBRE PRISÃO DE DEPUTADOS

    Após deliberação da Ministra Carmem Lúcia de determinar que a Alerj decida sobre a manutenção da prisão dos cinco deputados presos na Operação Furna da Onça, o desembargador Abel Gomes, relator da Lava Jato no Rio, mudou o tom de suas declarações . Se antes, afirmara que a Assembleia não tinha poderes para revogar a prisão, agora escreve que a Casa já tinha conhecimento de sua competência para alterar a medida.

  • Nome de Martha Rocha dispara se precedido de "delegada"

  • STF DETERMINA QUE ALERJ DECIDA SE DEPUTADOS PRESOS ILEGALMENTE DEVEM SER FINALMENTE SOLTOS

    A ministra Carmem Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) será responsável por decidir se os deputados Luiz Martins (PDT) e André Correa (DEM) devem permanecer presos. Segundo o STF, a assembleia terá 24 horas para tomar a decisão, apos receber notificação do TR-2. De acordo com o STF, a prisão preventiva dos parlamentares é totalmente ilegal, pois não foram condenados sequer em primeira instância. As regras constitucionais, convalidadas em maio pela maioria dos ministro da Corte, não permitem dúvidas: deputados só podem ser presos em flagrante delito ou por crime inafiançável. Os cinco parlamentares fluminenses presos na chamada operação Furna da Onça o foram num ato arbitrário do TR-2, em meio ao punitivismo exarcebado e ilegal, como provou o site Intercept, promovido pela Lava Jato.. Não se trata do mérito das acusações, se estão ou não envolvidos. O que será analisado é a ilegalidade obvia da prisão, em desacordo com a as regras constitucionais.

  • Instituto Paraná confirma liderança de Eduardo Paes, seguido por Martha Rocha e Freixo

    Pesquisa do Instituto Paraná, entre os dias 11 e 15 de outubro, revela que o ex-prefeito Eduardo Paes lidera a disputa pela prefeitura do Rio, com 27,3% das intenções de voto. Em segundo lugar, desponta a deputada Martha Rocha (PDT) com 16,8, seguida do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) com 14,4% e de Marcelo Crivella (Republicanos) com 13,2%.

  • Pesquisa mostra liderança de Paes, seguido por Freixo e Crivella