17/02/2019 12:29

O prefeito de Belford Roxo, Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, e sua mulher, a deputada federal Daniela do Waguinho, sofreram um atentado nesta sexta-feira (15) na Avenida Automóvel Clube, na altura da rodoviária do Parque São José. O carro em que o casal estava, uma Hilux blindada, foi alvejado por um tiro de fuzil na porta do motorista. Foram vários tiros, que teriam sido disparados do Morro da Caixa D’água. A equipe de imprensa da Prefeitura que acompanhava o trabalho do prefeito teve que se proteger para não ser atingida pelos disparos.

Opinião - Ricardo Bruno

Ricarod Bruno

Judiciário abre caminho para Alerj autorizar a posse dos deputados

O juiz Gustavo Arruda, do Tribunal Regional Federal, ao não deliberar de modo terminativo sobre a possibilidade de posse dos seis deputados eleitos presos pela operação Furna da Onça, acabou resolvendo a questão por linhas transversas. Se o Poder Judiciário hesita sobre a problema, transferindo a responsabilidade ao comando da Alerj, não há outro caminho se não garantir a posse de todos, pois, a despeito das acusações, nenhum deles foi condenado.

Ricardo Bruno entrevista
 

Em jantar com Ceciliano, bancada do PSL sela a paz

Partido presidido pelo senador Flávio Bolsonaro no Rio, o PSL finalmente conseguiu um cessar-fogo entre seus próprios deputados. O pacto de paz envolvendo os 12 parlamentares da legenda - maior bancada da Assembleia Legislativa - foi selado em um jantar na noite desta terça-feira articulado pelo deputado Gil Vianna, líder do partido na Alerj, que contou a participação do presidente Andrè Ceciliano.A informação é de O GLOBO.

Nem todo suplente poderá assumir o mandato na Assembleia

Os deputados da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) discutem nesta semana proposta que pretende acelerar a posse dos suplentes dos seis parlamentares presos e que não puderam assumir posse de seus cargos.Em um dos casos, no entanto, nem o suplente poderia assumir porque também está preso. Anderson Alexandre (SD) está detido por suspeita de corrupção e fraude em licitações. Seu reserva, Coronel Jairo (SD), foi preso no exercício do mandato na Operação Furna de Onça, em novembro, suspeito de receber mesada do esquema do ex-governador Sergio Cabral.

Picciani, Melo e Albertassi agora serão julgados por Bretas

Os ex-deputados estaduais do Rio Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do MDB, serão julgados pelo juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal. Os processos dos três tramitavam no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), pois todos tinham foro privilegiado, mas, como não concorreram à eleição, passaram para a primeira instância judicial.

Tofolli vai decidir se Gilmar ficará com o caso dos deputados presos

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffolli decidirá se o ministro Gilmar Mendes será o relator da investigação, que tem como principais alvos parlamentares e servidores Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).Em dezembro do ano passado, o ministro Luiz Fux, que estava na presidência do plantão do Supremo, atendeu um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e decidiu que a relatoria do caso seria de Carmen Lúcia.

Gilmar Mendes nega liberdade a ex-secretário Cortes

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou um pedido de liberdade feito pelo ex-secretário de Saúde do Rio Sérgio Côrtes. Ele está preso desde o fim de agosto do ano passado. Côrtes foi um dos alvos da Operação S.O.S, uma das etapas da Lava-Jato no Rio. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), houve fraudes em contratos que levaram ao desvio de R$ 74 milhões dos cofres públicos, com anuência da Secretaria de Saúde à época comandada por Côrtes.

Assessor do ex-deputado Simão Sessim é preso com 150 mil reais

Preso com R$ 149.800 e um revólver calibre 38 com a numeração raspada, Joshson José Bandeira, de 43 anos, alegou para policiais do 21º BPM (São João de Meriti) que a quantia em espécie pertencia ao ex-deputado federal Simão Sessim, do PP, para quem trabalharia como assessor. E mais: teria pego o valor com o filho do ex-parlamentar Marcelo Sessim, em um shopping na Barra da Tijuca, para levar para Dudu Amorim, funcionário de Sessim, em Nilópolis, Baixada Fluminense.

TRE torna Pezão inelegível até 2022

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) tornou o ex-governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão inelegível até 2022. O ex-governador foi punido por ter favorecido doadores de sua campanha eleitoral em 2014.

Prefeitos de Angra, Teresópolis, Araruama e Pinheiral são investigados

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro ajuizou novas quatro ações civis públicas contra municípios fluminenses pelo não cumprimento da aplicação mínima de recursos na área educacional e do repasse de recursos exclusivamente para as secretarias de Educação. De acordo com as ações, entre os anos de 2016 e 2017, as prefeituras de Pinheiral, Araruama, Teresópolis e Angra dos Reis descumpriram o artigo 212 da Constituição Federal e o artigo 69, caput, parágrafo 5º, da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), que determinam, respectivamente, a aplicação de, no mínimo, 25% da receita resultante de impostos em Educação, e o repasse dos valores imediatamente ao órgão responsável pela área.

Últimas

  • Técio assume a defesa de Rodrigo Neves

    O escritório do advogado Técio Lins e Silva, que já atuou em casos famosos como o da Delta Engenharia, assumiu a defesa do prefeito Rodrigo Neves (PDT), preso desde 10 de dezembro, em Bangu 8. Com o fim do recesso do Judiciário, encerrado ontem, o processo volta a tramitar. O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo era o advogado que estava à frente da defesa e, na semana passada, desistiu do pedido de habeas corpus impetrado em 26 de dezembro no Supremo Tribunal Federal (STF).

  • Clarissa se compromete a ajudar Witzel na Câmara dos Deputados

    Em reunião no Palácio Guanabara hoje pela manhã, a deputada Clarissa Garotinho (PROS-RJ) se colocou à disposição do Governador Wilson Witzel para uma atuação afinada em defesa dos interesses do Estado na Câmara dos Deputados.

  • Ceciliano unifica a Alerj e deve ser reeleito

    A candidatura de André Cecilano à presidência da Alerj avança e hoje é quase unanimidade

  • Cedae ainda sem novo presidente

    O governador Wilson Witzel foi empossado há dois dias, mas ainda pairam dúvidas sobre quem comandará a Cedae em sua gestão.