24/02/2020 23:07

Na guerra de informação e contrainformação sobre as suspeitas de espionagem dos deputados estaduais, supostamente comandada pelo secretário Lucas Tristão, surgiu nesta semana uma lista de nove policiais sobre os quais há dúvidas se estão envolvidos na operação ilegal. Hoje, Guilherme Amado, da revista Época, revela os nomes dos agentes e a decisão do presidente da Alerj, Andre Ceciliano, de solicitar formalmente ao Palácio Guanabara informações sobre as ocupações de dois delegados da Polícia Federal e seis policiais militares.

Opinião - Ricardo Bruno

Ricarod Bruno

STJ decide que ações contra Delúbio devem ser remetidas à Justiça Eleitoral

Transformado em pária da política nacional nos primórdios da Lava Jato, quando o ex-juiz Sérgio Moro em dobradinha com procuradores dava curso a maquinações com o nítido propósito de fragilizar o PT, o ex-tesoureiro Delúbio Soares está desmontando, uma a uma, as acusações que lhe impuseram. Nesta semana, obteve talvez a mais expressiva de suas vitórias: o STJ decidiu que os processos contra ele na Lava Jato devem ser remetidos à Justiça Eleitoral. Pelo entendimento do tribunal, a 13ª Vara Federal de Curitiba, outrora bunker operacional de Sérgio Moro, não é foro competente para julgar o caso.

Ricardo Bruno entrevista
 

APÓS FAZER AMEAÇAS, TRISTÃO É PIVÔ DA MAIOR DERROTA DE WITZEL NA ALERJ

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Lucas Tristão, foi o pivô da mais fragorosa derrota do governador Wilson Witzel na Alerj. Por esmagadora maioria (42x5), os deputados derrubaram o decreto que concedia isenção fiscal para empresas termelétricas bem como para a compra de equipamentos para o setor. Apenas os deputados Alexandre Knoploch, Marcelo do Seu Dino (PSL) , Márcio Pacheco (PSC) , Sérgio Fernandes (PDT) e Rodrigo Amorim (PSL) votaram com o governo. O relacionamento entre o Governador e a Alerj se deteriorou após Tristão afirmar pessoalmente ao presidente André Ceciliano possuir dossiês sobre a vida dos 70 deputados.

MP ajuíza ação para que Nova Iguaçu execute investimentos em educação

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) ajuizou ação civil pública contra a prefeitura de Nova Iguaçu, em que pede urgência no cumprimento das normais legais que estabelecem a separação dos recursos destinados ao setor, em conta em nome da Secretária Municipal de Educação.

Molon é o novo líder do PSB na Câmara dos Deputados

O atual líder da oposição na Câmara, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), será o comandante de sua bancada partidária na Casa. O nome dele foi consolidado após o fim de conflitos internos. Molon disputava o posto com o deputado Danilo Cabral (PSB-PE).Um acordo foi firmado nesta terça-feira, 18, para que Molon assuma a liderança do PSB neste ano e Cabral, em 2021. Com isso, Molon deve deixar a liderança da oposição e um novo nome deverá ser indicado pelo PDT.

Supremo recusa conceder foro especial a Moura em ação de peculato

O secretário estadual da Casa Civil, André Moura, foi derrotado ontem no STF em ação que pleiteava foro especial para julgamento de ação de peculato e dispensa de licitação, fatos ocorridos em 2010 quando era deputado estadual em Sergipe. Por ter sido deputado federal posteriormente, Moura queria que o caso fosse para o Supremo, que rejeitou a tese, decidindo enviar a ação para o Superior Tribunal de Justiça.

Lula reafirma compromisso do PT de apoiar Freixo para prefeitura do Rio

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afastou hoje qualquer possibilidade de o PT não apoiar o candidato do PSOL, Marcelo Freixo, nas eleições para a Prefeitura do Rio. A declaração do ex-presidente sepulta o movimento sedicioso de algumas lideranças municipais, com base na zona oeste, com vistas à candidatura própria.

ALERJ DEVE CASSAR DEPUTADOS DA FURNA DA ONÇA QUE QUEREM REASSUMIR O MANDATO

A quebra de um entendimento tácito entre os cinco deputados reeleitos, alvos da Lava Jato, e a Mesa Diretora poderá levar a Alerj a cassá-los, como recomentou ontem a corregedoria da Casa. Quando decidiu-se votar o decreto legislativo que resultou na soltura dos parlamentares, acordou-se que eles não poderiam voltar à Casa dada as graves acusações em que estão envolvidos. Soltos, os deputados resolveram ir à Justiça quebrando o entendimento firmado. Nesta queda de braço, o próximo passo deve ser cassação dos deputados em plenário. Com algumas poucas exceções, o clima entre a maioria dos deputados é pela cassação.

MP Federal pede que que MP do Rio investigue se Crivella e Bretas cometeram ilícito eleitoral

As participações do prefeito do Rio de Janeiro e pré-candidato à reeleição, Marcelo Crivella (Republicanos), e do juiz federal da "lava jato" fluminense Marcelo Bretas em eventos no sábado (16/2) levaram o Procuradoria Regional Eleitoral, do Ministério Público Federal, a pedir que o Ministério Público do Rio investigue se eles cometeram ilícito eleitoral.

OAB pede que CNJ investigue conduta de Marcelo Bretas

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, ingressou com uma "reclamação disciplinar" no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o juiz Marcelo Bretas, que julga as ações penais da Lava Jato no Rio de Janeiro.