15/01/2021 23:08

A direção da Petrobrás sentiu a denúncia feita contra ela por conta de sua decisão de contratar na Ásia plataformas que vão gerar 80 mil empregos, em detrimento de fazer isso no Brasil, gerando empregos locais.

O governo do estado do Rio vai receber em maio próximo cerca de R$ 4,3 bilhões , em linha de crédito do BNDES. O valor é exatamente igual ao montante a ser pago ao Banco BNB Paribás com a outorga de Cedae, prevista para abril. E resulta de uma negociação entre o governador Cláudio Castro e o presidente Jair Bolsonaro, que ontem sancionou o novo Plano de Recuperação Fiscal dos Estados sem vetar o artigo que obriga o Rio a transferir à União os valores do empréstimo no ato de recebimento da outorga da estatal.

Opinião - Ricardo Bruno

Ricarod Bruno

Os cúmplices de Bolsonaro

Não dá mais para se equilibrar na chamada oposição propositiva. A dualidade imprecisa desta postura é uma contribuição à manutenção do status quo. É preciso se retirar o aval institucional das ações governamentais com medidas objetivas e duras no STF e no Congresso Nacional. Discursos iracundos não bastam. Ou há ação, ou há cumplicidade – neste caso, criminosa cumplicidade com a morte de 200 mil brasileiros.

Ricardo Bruno entrevista
 

Rodrigo Neves inicia pós-graduação na Universidade de Coimbra

O ex-prefeito de Niterói Rodrigo Neves começa na próxima segunda-feira, 18/01, pós-graduação na Universidade de Coimbra, em Portugal.

STJ decide que revogação da prisão de Crivella deve ser analisado pela Justiça do Rio

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, decidiu que um pedido para revogação da prisão domiciliar do ex-prefeito do Rio Marcelo Crivella deve ser analisado pela Justiça do Rio. Martins argumentou que Crivella perdeu o foro privilegiado com o fim do mandato na Prefeitura do Rio e, por isso, o pedido deve ser direcionada à primeira instância da Justiça Estadual.

STJ põe Mário Peixoto em prisão domiciliar

O presidente do STJ, ministro Humberto Martins, acaba de autorizar a prisão domiciliar do empresário Mario Peixoto, preso preventivamente em Bangu 8 na operação Tris in idem, que investiga corrupção na gestão de Wilson Witzel no Governo do Estado. A informação é de Cláudio Magnavita, do Correio da Manhã.

Aos 94 anos, morre Braguinha, ex-presidente do Bradesco

Morreu nesta terça-feira (12), em Portugal, o empresário Antônio Carlos de Almeida Braga, aos 94 anos. Conhecido como Braguinha, foi um dos principais incentivadores do esporte no país. Também fez história no setor financeiro.

LAVAGEM. PF deflagra operação para apreender obras de arte dos filhos de ex-ministro Lobão

A Polícia Federal realiza nesta terça-feira (12) a 79ª Fase da Lava Jato, denominada Operação Vernissage. Entre os alvos da ação estão Márcio Lobão e Edison Lobão Filho, filhos de Edison Lobão (MDB), ex-ministro de Minas e Energia (2008 a 2014). São cumpridos 11 mandados de busca e apreensão no Rio, em Angra dos Reis e em São Luiz, Maranhão.

Com base na versão do delator, Bretas condena Henrique Ribeiro a 20 anos de prisão

Em meio a mais uma condenação do ex-governador Sérgio Cabral, agora em processo da operação Cest Fini, o juiz Marcelo Bretas condenou também a 20 anos de prisão um dos técnicos mais antigos da administração pública estadual: o ex-presidente do DER, Henrique Ribeiro. Há mais de 20 anos entre os executivos da linha de frente da administração estadual, Dr. Henrique atravessou os governo de Rosinha Garotinho e Sérgio Cabral, ocupando cargos de chefia em setores de engenharia e obras. Tido como técnico competente, foi mantido por Sérgio Cabral na presidência do Departamento de Engenharia Rodoviária (DER), tendo passado também pela EMOP.

Governo Bolsonaro corta orçamento da UFRJ em mais R$ 64 milhões e reitora prevê caos

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que completou 100 anos em setembro, pode ter o menor orçamento em uma década. O corte previsto, de R$ 64 milhões, corresponde a mais de dois meses das despesas da universidade. Entre 2016, governo Dilma Roussef, e 2021, sob Jair Bolsonaro, o corte no orçamento foi de R$ 150 milhões.