22/09/2020 07:23

A eventual cassação dos direitos políticos do prefeito Marcelo Crivella pelo TRE mexeria de modo significativo na correlação de forças partidárias da sucessão municipal. O maior beneficiário desta possível mudança seria o candidato do PSL, Luiz Lima, um conservador moderado que se apresenta como a novidade das eleições. A hipotética exclusão de Marcelo Crivella das eleições seria ainda preocupante para o candidato do DEM, Eduardo Paes, cujo principal mote de campanha é o confronto de resultados com sua administração. O contraste entre as duas gestões garante naturalmente a liderança a Paes, em decorrência da desastrosa passagem de Crivella pela prefeitura.

A maioria dos desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) do Rio de Janeiro acompanhou o relator Cláudio Dell'Orto e votou pela pela inelegibilidade do prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), em sessão nesta segunda-feira (21). O desembargador Vitor Marcelo Rodrigues pediu vistas e vai concluir o voto na quinta-feira (24), quando o julgamento será finalizado. A ação diz respeito a um evento na Comlurb em que Marcelo Hodge Crivella, filho de Crivella, foi apresentado como pré-candidato a deputado.

Opinião - Ricardo Bruno

Ricarod Bruno

A BATALHA DE BELFORD ROXO

Enquanto Bolsonaro avança em seu projeto autocrático neoliberal de poder, setores do PT nacional se perdem em polêmicas infundadas e desproporcionais, que nada contribuem para afirmação do partido como força que se pretende novamente majoritária. O apoio à reeleição do prefeito Waguinho, de Belford Roxo na Baixada Fluminense, é novo pomo da discórdia.

Ricardo Bruno entrevista
 

WITZEL NEGA QUE VÁ RENUNCIAR E DIZ QUE SUA HISTÓRIA ESTÁ SÓ COMEÇANDO

Em nota à Agenda do Poder, o governador afastado, Wilson Witzel, nega que pretenda renunciar ao mandato antes do julgamento do impeachment pelo plenário da Alerj, previsto para a próxima quarta-feira. “Jamais renunciarei”, afirma.

 

Presidente do TJ nega relaxamento da prisão de Cristiane Brasil

O presidente do TJRJ (Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro), desembargador Claudio de Mello Tavares, negou neste domingo (20) os pedidos de relaxamento, revogação, substituição e conversão da prisão preventiva da ex-deputado e pré-candidata à prefeitura do Rio de Janeiro Cristiane Brasil.

WILSON WITZEL ESTUDA A POSSIBILIDADE DE RENUNCIAR

Imerso neste esquecimento abrupto e precoce, após apenas 18 meses de governo, Witzel tem admitido a possibilidade de renunciar ao mandato. Assim, preservaria seus direitos políticos e poderia se candidatar a deputado federal em 2022, com a providencial obtenção de imunidade parlamentar.

Candidatura de Erivelton junta as principais lideranças de Paracambi

Erivelton Dias Costa (PT) é o candidato das forças democráticas à prefeitura de Paracambi. Lançada na semana passada, sua candidatura reúne apoios amplos que passam pelo MDB, PSC e PSDB. O ato de lançamento juntou as duas principais lideranças da cidade, os ex-prefeitos Délio Leal e André Ceciliano, presidente da Alerj. Os apoios já fizeram o nome de Erivelto crescer junto ao eleitorado.

André Moura é substituído por um executivo na Casa Civil

O ex-deputado federal André Moura (PSC) está mais uma vez deixando a Secretaria da Casa Civil, que terá o comando de um executivo do Banco do Nordeste, Nicola Moreira Miccione. Moura volta para a Secretaria Especial de Representação do Governo do Estado em Brasília.

 

Alerj deve também afastar Witzel na próxima semana

A comissão especial que analisa o pedido de impeachment do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado) aprovou por unanimidade o relatório do processo nesta 5ª feira (17.set.2020). O impeachment segue para o plenário da assembleia. A votação deve ser na próxima semana.

PSD indica delegado Fernando Veloso para vice de Luiz Lima

O delegado Fernando Veloso será o vice na chapa de Luiz Lima (PSL) na disputa pela Prefeitura do Rio de Janeiro. A decisão foi anunciada durante coletiva de imprensa realizada na sede estadual do partido, no Centro, onde foi anunciada a aliança com o PSD. O deputado Hugo Leal não será mais candidato, abrindo mão em favor do apoio ao PSL.

TRF-2 aplica pena de censura a Bretas por participar de ato com Bolsonaro

A Corregedoria do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) decidiu, em sessão virtual, aplicar uma pena de censura como advertência ao juiz federal Marcelo Bretas por participação em eventos no Rio com o presidente Jair Bolsonaro e o prefeito Marcelo Crivella.